BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Esboço de Sermão

Esboço de Sermão


Jacó e Sua Família Volta a Betel

Posted: 07 Apr 2016 12:05 PM PDT

Jacó e Sua Família Volta a Betel
Texto: Gênesis 35:1-7
Introdução: Nós precisamos da proteção de Deus em nossa nação e em nossas casas. A Bíblia diz em Salmos 46:1 que "Deus é nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia". A família está em apuros. Muitos dos problemas são causados por pais pródigos que não conseguem conduzir suas famílias nos caminhos de Deus.  No texto que ora lemos Deus manda Jacó voltar a Betel e edificar um altar; versos 2-3 "Então disse Jacó à sua família, e a todos os que com ele estavam: Lançai fora os deuses estranhos que há no meio de vós, e purificai-vos e mudai as vossas vestes. Levantemo-nos, e subamos a Betel; ali farei um altar ao Deus que me respondeu no dia da minha angústia, e que foi comigo no caminho por onde andei".

I. Um Lembrete Para Jacó

A. O encontro anterior com Deus.
1. Seu sonho em Betel. (Gênesis 28:10-22)
2. Seu sonho em Padã-Arã. (Gênesis 31:13)
B. O caminho prodigo de Jacó.
1. A desobediência de Jacó. (Gênesis 33:17-20)
2. Consequências da desobediência de Jacó. (Gênesis 34:1-31)
a. O estupro da filha de Jacó; Diná.
b. A ira dos filhos de Jacó.
C. O objetivo do lembrete para Jacó.
1. Lembrar Jacó de seus votos. (Gênesis 28:10-22; 31:13; 35:1)
2. Restaurar Jacó e sua família com Deus.

II. A Responsabilidade De Jacó

A. A responsabilidade para com Deus. (Gênesis 35:1)
1. Deus diz a Jacó para retornar a Betel.
2. Deus diz a Jacó para construir um altar.
B. A responsabilidade para com a família. (Gênesis 35:2-3)
1. A pureza de sua família.
2. A função sacerdotal para com a sua família.
C. A resposta da família. (Gênesis 35:4-5)

III. A Renovação De Jacó

A. A proteção de Deus. (Gênesis 35:5)
B. A Presença de Deus. (Gênesis 35: 6-7)
1. Betel significa "casa de Deus".
2. El-Betel significa "o Deus da casa de Deus"

Conclusão:
1. O envolvimento com o mundo vai custar-lhe a sua família. (Exemplo de Ló e Jacó)
2. Jacó levou sua família para Betel, "casa de Deus". Em outras palavras, ele os levou para igreja. (Gênesis 35:3)
3. Jó é um grande exemplo do cuidado de um pai com a condição espiritual de seus filhos. (Jó 1:1-5)
4. Estar dentro da vontade de Deus é o lugar mais seguro, independentemente das circunstâncias ou meio.
5. Um pai piedoso andando com Deus é a maior esperança para a família, a igreja e a nossa nação.

Pr. Aldenir Araújo

O Dia da Expiação – Bode Expiatório

Posted: 07 Apr 2016 11:57 AM PDT

O Dia da Expiação – Bode Expiatório
Texto: Levítico 16:18-19
Introdução: O Dia da Expiação era um dia importante para os israelitas. Conhecido hoje como Yom Kippur. Atualmente, os judeus não têm um templo e não praticam o sacrifício de animais. O Yom Kippur ainda continua a ser o dia mais sagrado no calendário judaico. Para os israelitas, o Dia da Expiação era um dia de confissão e purificação do pecado. Devemos observar com atenção os dois bodes mencionados neste capítulo.

Neste dia, o Sumo Sacerdote entrava no santo dos santos. O Sumo Sacerdote tinha permissão para entrar no lugar santíssimo uma vez por ano. (v. 2) Antes que ele pudesse entrar, ele tinha de se lavar e vestir as vestes sagradas. (v. 4) O sumo sacerdote tinha que oferecer um carneiro para expiação do pecado para si e sua família. (v. 5) Depois de ter feito expiação por seu pecado, ele poderia oferecer o sacrifício para a nação de Israel.

I. A Importância dos dois bodes

Dois bodes eram tirados do meio da congregação. Arão, o sumo sacerdote, lançaria "sortes sobre os dois bodes: uma pelo Senhor, e a outra por Azazel" (Levítico 16:8)
A. O bode do Senhor. (Levítico 16:15-19)
1. O sacerdote levaria o bode do Senhor até o altar para ser morto como oferta pelo pecado do povo. Este bode era oferecido como sacrifício e seu sangue era apresentado a Deus. O sacerdote espargia o sangue sobre o propiciatório e diante do propiciatório.
2. No versículo 16, somos informados de que esta oferta era feita por causa das impurezas, transgressões e pecados do povo. Até mesmo o lugar santo tinha que ter o sangue aplicado por causa da poluição do pecado do povo.
B. O bode vivo. (Levítico 20-22) 1. O bode vivo era conhecido como o bode expiatório. O sacerdote colocava as duas mãos na testa do mesmo e confessava os pecados de Israel.
a. Iniquidade significa "torto ou curvado" Refere-se à inclinação da natureza humana para o pecado.
b. Transgressão significa "rebelião, ou passar por cima de um limite"
c. Pecado significa "perder ou ficar aquém". Nós perdermos a marca da justiça de Deus. "Não há justo" (Romanos 3:10)
2. Este bode era um substituto. O bode era levado para o deserto e solto. Isto representava simbolicamente os pecados de Israel que estava sendo removida. As pessoas eram reconciliadas com Deus por mais um ano.
3. O sangue de touros e bodes nunca poderia tirar os seus pecados. Esta cerimônia tinha de ser repetida a cada ano.

II. O Simbolismo dos bodes

Os dois bodes representavam duas verdades: sacrifício e substituição. Os dois bodes eram um símbolo do que o Senhor Jesus fez por nós na cruz.
A. Jesus é nosso sacrifício pelo nosso pecado. (Hebreus 9:26) "sacrifício de si mesmo" 1. O sacrifício de Jesus satisfez a justiça de Deus.
2. O sacrifício de Jesus pagou o preço pelo pecado.
3. O sacrifício de Jesus virou-se a ira de Deus.
4. O sacrifício de Jesus tornou a misericórdia e a graça de Deus disponível.
a. "pois isto é o meu sangue, o sangue do pacto, o qual é derramado por muitos para remissão dos pecados" Mateus 26:28
b. "e andai em amor, como Cristo também vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave" Efésios 5:2
c. "que se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo todo seu, zeloso de boas obras" Tito 2:14
d. "o qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de nosso Deus e Pai" Gálatas 1:4
B. Jesus é o nosso substituto para o nosso pecado. (Hebreus 9:28) "tirar os pecados de muitos"
1. "Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados" Isaías 53:5.
2. "Àquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus" 2 Coríntios 5:21
3. "levando ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados" 1 Pedro 2:24
4. "mas este, havendo oferecido um único sacrifício pelos pecados, assentou-se para sempre à direita de Deus" Hebreus 10:12
5. "Pois com uma só oferta tem aperfeiçoado para sempre os que estão sendo santificados" Hebreus 10:14
6.  "E não me lembrarei mais de seus pecados e de suas iniquidades" Hebreus 10:17

Conclusão: Jesus deu a si mesmo como nosso sacrifício e como nosso substituto. O culto de ceia é um lembrete do corpo partido de Jesus e do sangue derramado por nós.

Ao partilharmos da comunhão, ela deve humilhar-nos e levar-nos a examinar nossas vidas. Deve levar-nos a confessar os nossos pecados e ser limpos pelo Seu sangue. (1 João 1:7, 9)

A única maneira de um pecador ser perdoado é pelo sangue de Jesus. Ele deve se arrepender e receber a Jesus como seu Senhor e Salvador.

Ananias E Safira; Geração Infiel

Posted: 07 Apr 2016 05:54 AM PDT

Ananias E Safira; Geração Infiel
Texto: Atos 5:1-11
Introdução: Satanás sempre procura as brechas para adoecer as pessoas de Deus quando ele descobre uma geração infiel. Ananias e Safira não morreram porque não deram todo o dinheiro, mas porque mentiram ao Espírito Santo, aquele que mente ao Espírito Santo corre o risco de ser enterrado. Não minta ao Espírito Santo! Ananias e Safira foram segregados do judaísmo e se juntaram aos seguidores de Jesus. Eles venderam uma propriedade e de mútuo acordo, propuseram de dar apenas uma parte do dinheiro da venda sem saber o que os esperava. Talvez eles não eram dos que oravam muito. Quando um cristão não ora fervorosamente, se torna muito fácil; roubar e mentir; entre outros pecados. Vamos observar o que Satanás colocou no coração de Ananias e Safira:

I. Inveja

1. Eles, como toda a comunidade tinha visto o exemplo de Barnabé. 4:36-37.
2. Não só de Barnabé, mas de muitos outros 4:34
3. Eles se recusaram a ficar por baixo ou parecer mesquinhos ou avarentos.
a. Então, entrou a inveja
b. A inveja é ruim, muito ruim.
c. Definição: tristeza pelo bem alheio.
d. Exemplos: prosperidade do irmão
e. Roupas do irmão, sapatos do irmão.
f. Amigos do irmão, estudos do outro ...
4. Ananias e Safira sentiram inveja talvez porque outros receberam reconhecimento especial dos apóstolos.
5. Cuidado irmão
a. A palavra nos diz em Salmos 37:1 "...não tenhas inveja...".
b. A inveja leva ao pecado.
c. A inveja fere os sentimentos.
6. A inveja os levou ao pecado e a morte

II. Cumplicidade

1. Definição: Uma pessoa que participa ou está associada com crime ou erro atribuído a outra pessoa.
2. Ananias e Safira concordaram em subtrair do preço da venda antes da entrega para os apóstolos. V. 2
3. Houve o consentimento de Safira
a. Se ela não tivesse consentido, ela não teria morrido. Mas ela consentiu.
b. Ela se tornou cúmplice de seu marido. Cuidado.
c. Testemunhos pessoais
d. Na cumplicidade mentiras foram ditas.
4. Há alguns atrás nos Estados Unidos dois adolescentes em cumplicidade mataram seus pais por ser milionários.
5. Às vezes, alguns irmãos se tornam cúmplices do diabo.
a. Falam mentiras e enganam
b. O diabo lhes diz, não ore, não jejue, não vá para os cultos da igreja, a E.B.D
c. Quer um aconselho? Não seja cúmplice de ninguém

III. Mentira

1. Ananias e Safira além da inveja e serem cúmplices, eram mentirosos.
2. A mentira é do diabo. Ele é o pai da mentira João 8:44.
3. Mentiram separadamente.
4. Quando Ananias fez a declaração, Safira não estava com ele.
5. Pedro o confrontou para dar-lhe a oportunidade de se arrepender. 5:3 - Ananias poderia pedir e escapar da morte, mas ele deixou Satanás encher seu coração. Cuidado irmão: Muitas vezes o cristão permite que Satanás encha seu coração com mentiras.
a. O pastor não te ama, fulano não gosta de você
b. Ninguém te escuta, você não interessa a ninguém
c. São mentiras o que você prega.
d. Só querem o seu dízimo, só querem te enganar
6. Não dê ouvidos a Satanás; ele é um mentiroso desde o princípio.
7. Em seguida, a mulher também mentiu (cúmplice).
8. Onde estava Safira?
9. O problema foi que não mentiram aos homens, mas a Deus.
10. O resultado foi que ambos morreram
11. Este foi um juízo divino para evitar que a mentira se propagasse no meio do povo de Deus.
12. Os mentirosos vão ao inferno. Apocalipse 21:8.
13. Cuidado irmão; não minta.

IV. Hipocrisia

1. Fingir ser o que não é.
2. Ananias e Safira queriam fingir generosidade.
3. Mas na verdade não era assim, porque não tinha coragem de viver pela fé e dar tudo.
4. A hipocrisia também é pecado.
5. É como uma máscara. Totalmente falso
6. Deus não quer a aparências em nós
7. Apocalipse 3:15-16, ou é ou não é.
8. Ananias e Safira morreram por seu espírito hipócrita
9. Como resultado de tudo isto, veio o temor a toda a igreja.
10. O medo de tentar ser melhor e mais fiel

Conclusão
• Decida não fazer história como Ananias e Safira
• Decida ser mais fiel de agora em diante
• Decida não ser cúmplice do pecado
• Como pastor, eu não quero ser cúmplice ao saber do pecado de alguém na congregação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário