BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS


A morte na panela

Posted: 15 Sep 2016 08:00 PM PDT

Resultado de imagem para a morte na panela

II Reis 4: 38-41

INTRODUÇÃO

Houve uma fome em Israel, nos dias do profeta Eliseu, e ela era o resultado de um juízo de Deus sobre o povo por causa dos seus pecados.
Naqueles dias Eliseu voltou a Gilgal e encontrou ali os filhos dos profetas, que se  assentaram na sua presença e esperaram uma providência da parte do servo de Deus.

DESENVOLVIMENTO

O mundo hoje vive um grande momento de fome espiritual, e as pessoa lançam mão de tudo que encontram pela frente, com o propósito de suprir suas necessidades espirituais. No entanto, o que vemos é a permanência da fome, pois as coisas do mundo não atendem a essas necessidades da alma.
A igreja nesta hora tem descansado na presença do Senhor Jesus, pois ela sabe que Ele é poderoso para suprir todas as suas necessidades, e que a sua providência sempre vem na hora certa.

Eliseu mandou seu moço colocar a panela grande ao lume (fogo), e sem seguida ordenou que preparasse um caldo de ervas para que todos pudessem se alimentar. Feito isso, todos os filhos dos profetas saíram ao campo em busca de ervas, para com elas prepararem o caldo. Um deles, no entanto, se afastou demais na sua busca por ervas, e encontrou um tipo de planta venenosa e tóxica, chamada coloquíntidas (um tipo de pepinos bravos), e inadvertidamente colheu uma boa quantidade e veio e lançou tudo na panela grande, junto com as outras ervas. Quando o caldo foi servido, todos começaram a se sentir mal, e alguém gritou: "Há morte na panela!".

O alimento do povo de Deus é a Doutrina Revelada e preparada pelo Espírito Santo para ser distribuída no corpo. A Palavra Revelada é o nosso alimento, o qual sacia nossa fome em tempos de escassez como os de hoje. Somente o Senhor sabe como preparar esse alimento, e Ele sabe também aquilo de que precisamos nos alimentar.
Deus tem usado o Ministério (tipo do moço de Eliseu) para transmitir a Palavra revelada que vai alimentar a igreja. Tudo tem que ser feito na panela grande (o coração cheio da graça) e no fogo (comunhão do Espírito Santo).

Toda a Doutrina da Obra tem sido revelada no corpo, o qual tem se alimentado e vivido dela. Nada é feito fora do corpo, pois o que vem de fora do corpo, pode trazer grandes prejuízos para o corpo e seus membros. Quando alguém se afasta do corpo, perde a comunhão e o discernimento, e termina absorvendo coisas estranhas, do mundo, da religião, de livros, etc. trazendo depois para dentro da igreja, causando mal estar e morte aos que provarem delas. Não podemos trazer as coisas da religião, seus métodos, dogmas, usos e costumes, etc. para o nosso meio, pois essas coisas (aparentemente inofensivas) podem contaminar a muitos, principalmente os novos na fé, causando-lhes graves prejuízos espirituais.
           
            CONCLUSÃO

O profeta Eliseu ordenou que se trouxesse farinha e se colocasse dentro da panela com o caldo venenoso, a fim de que a morte fosse retirada.
Quando surgem coisas prejudiciais no meio da igreja, coisas do homem, da religião, ensinos que podem ser danosos às vidas das pessoas, é necessário a presença e a revelação do Senhor Jesus, pois Ele é o trigo que foi moído por nós (farinha), para nos curar de todos os nossos males. Assim como a farinha absorveu a morte que havia na panela, Jesus absorveu em seu corpo a morte em nosso lugar, para nos dar a vida eterna.

Quando a igreja passa por momentos de perigo, pela infiltração de ensinos não revelados pelo Espírito Santo e outras coisas que trazem prejuízo, é necessário a busca de uma comunhão mais profunda com o Senhor Jesus (madrugadas, jejuns, vigílias, ceia) para que a morte seja suplantada e afastada do corpo (igreja), para que todos possam continuar se alimentando e vivendo na presença do Senhor.


A pessoa que se afasta da sã doutrina, torna-se indisciplinada e não há lugar para pessoas indisciplinadas no Corpo do Senhor Jesus (Heb 12: 4-9).


Maria no plano profético de Deus

Posted: 15 Sep 2016 04:10 PM PDT


1º. Quem seria Deus conosco? Maria ou Jesus?
Jesus, é o que afirma a Palavra de Deus.
Maria, usada por Deus, como instrumento dele para trazer esta grande bênção: Deus conosco.
Miquéias 5:2. "E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade."
Setecentos anos antes do nascimento prometido em Gn 3:15, depois em, Is 9:2,6,7, quando seu nome é revelado como Deus, o nome apresentado é o de Jesus, chegando a profecia ao local do seu nascimento, a pequena cidade de Belém, a promessa é de que dali sairia aquele que seria "Senhor em Israel".
2º. Quem seria pois Senhor em Israel? Maria ou Jesus?
Lucas 2:3,4,5 " ... E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém, a fim de alistar-se com Maria, sua mulher, que estava grávida."
José e Maria, guiados por Deus, foram para Belém, porque estava profetizado que Jesus, o Senhor de Israel, teria que nascer em Belém, porque Davi era de Belém e era rei e a Jesus foi prometido o reino. Ele é o herdeiro do trono. A profecia, 700 anos antes, concernia ao nascimento do Senhor Jesus.
3º. Quem era alvo desta profecia? Maria ou Jesus?
Poderíamos citar as prefigurações dos sofrimentos e as dores do Senhor Jesus nos Salmos, capítulos 2, 22 e Is 53.
Isto o coloca na posição digna de toda adoração: Aquele que levou os pecados de toda a humanidade, desde Adão.
De quem falaram os Salmos, capítulos 2, 22 e Is 53? De Maria ou Jesus?
No Novo Testamento, dos evangelhos ao Apocalipse, a figura Salvadora é Jesus e não Maria.
Mt 1:20-25. " O que nela (Maria) está gerado é do Espírito Santo."
Maria foi o vaso humano de Deus, mas quem estava gerado nela era Deus o Filho.
v. 21. "Dará luz a um filho e chamarás o seu nome Jesus, porque Ele salvará o seu povo dos seus pecados."
4º. Quem seria o Salvador? Maria ou Jesus?
Mateus cita o profeta Isaías e a profecia de Miquéias e também confirma e acrescenta que Maria deu à luz o seu filho primogênito, primeiro gerado, mas Unigênito, único de Deus.
A glória pertence a Jesus, porque é Deus.
Não há na Bíblia nenhuma orientação para se adorar a Maria, mas a Jesus, porque foi Ele quem deu Sua vida, Seu Espírito, para estar conosco todos os dias, porque ele é Deus.
Mt 12:46-50 - "Tua mãe e teus irmãos te procuram. Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? Eis aqui minha mãe e meus irmãos. Porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai, este é meu irmão e irmã e mãe."
Jesus não desmereceu sua mãe humana, mas colocou tudo nos seus devidos lugares. Isto porque Ele é Deus, onisciente, conhecedor do desejo do adversário de desviar os olhos do homem do Salvador e colocá-los sobre quem não é Deus e nem tão pouco pode salvar, Maria.
João 2:1-5 - Nas bodas em Caná da Galiléia foram a Maria e disseram-lhe: falta vinho. Maria foi a Jesus como intermediária. Jesus disse-lhe: "Que tenho eu contigo mulher? Ainda não é chegada a minha hora."
Maria deu a resposta, porque a queriam como intermediária: "fazei tudo o que ele vos mandar". Jesus foi descortês com sua mãe? Não. Apenas aguardava o tempo do Pai, que mostrava tudo que era para ser realizado dentro do Seu propósito.
João 1:29 - João apresentou o Senhor Jesus, quando descia às águas para ser batizado, como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
5º. Quem tira o pecado, segundo João? Maria ou Jesus?
Quem é o Cordeiro de Deus? Maria ou Jesus?
Lucas 11:27-28 - "... Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste."
Jesus ouviu a mulher que assim lhe gritava do meio da multidão, e deu a resposta: "Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam".
O adversário queria desviar a atenção de Jesus para Maria. A resposta do Senhor foi incisiva. O importante é ouvir a Palavra de Deus e a guardar.
6º. Quem deve ser ouvido? Maria ou Jesus?
1 Tm 2:5 - "Só há um mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo Homem."
Paulo, doutrinador da igreja, afirmou que Jesus é o mediador e não Maria. Todos os ensinos, milagres, todo o ministério do Senhor Jesus foi por ele exercido sem consulta a Maria, mas tão somente ao Pai.
Apocalipse inicia com: "Revelação de Jesus Cristo", e termina com a afirmativa. Ap 22:18.
"Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro."
O testemunho é dado por Jesus Cristo, que é o Alfa e o Ômega, aquele que é o Amém, aquele que virá... não é Maria.
7º. FINALMENTE - A IGREJA É CORPO DE MARIA?
A Igreja é corpo de Cristo, lavada e remida pelo Seu sangue, Sangue de Jesus.
O sangue de Jesus derramado no calvário prefigurava o derramamento do Seu Espírito ( o Espírito Santo), cuja função seria a de preparar a noiva (a igreja) para as Bodas do Cordeiro.
As Bodas do Cordeiro falam do encontro de Jesus (o noivo) com a Igreja (a noiva).
Sem o sangue derramado do Senhor Jesus, não haveria Igreja, porque a figura do sangue no corpo (que é a igreja) tem a função de dar vida a esse corpo (que é a Igreja Fiel).
É importante entender que a vida que Jesus trouxe foi uma vida que veio com Ele da Eternidade.
Portanto a irmã Maria não é mediadora e não pode ser medianeira porque:
1. Não é salvadora;
2. Não faz parte da Trindade, nem tem parte na mesma;
3. Não é parte presente na criação. "O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas." Cl 1:15-17 – O texto acima fala do Senhor Jesus.
4. Não trouxe da Eternidade nem deu a sua vida nem o seu sangue para remir o homem do pecado.
5. Não é divina, portanto em nenhum momento é descrita como parte do projeto divino da Eternidade.
Pelo contrário, quando a Bíblia profeticamente se refere "à mulher" no Novo Testamento, se refere à Igreja infiel, que não é a noiva descrita no Novo Testamento e principalmente no Apocalipse.
As vestes da mulher (igreja infiel) não são comparadas às vestes da noiva, descrita em Ap 19:8: "E foi-lhe permitido vestir-se de linho fino, resplandecente e puro; pois o linho fino são as obras justas dos santos."
A Igreja fiel se veste com a roupa da justificação operada por Jesus e não por Maria, que não derramou o seu sangue no Calvário, muito menos seu espírito, não ressuscitou, ao passo que Jesus derramou o seu sangue, dando a sua vida (trazendo da eternidade o Espírito Santo), como promessa aos que crêem em seu nome. Uma vida que veio da eternidade (Vida Eterna).
O que adiantaria crer no nome de Maria, que não ressuscitou, não tem vida eterna para dar a ninguém, pois se trata de uma pessoa como outra qualquer, em quem o Espírito Santo pode gerar salvação pela pessoa do Senhor Jesus, agora, gerado em nós, tornando o homem vencedor sobre a morte através da ressurreição para a vida eterna. "A quem Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória" Cl 1:27. Maria, irmã que amamos como serva de Deus, e a todos os servos de Deus do passado e do presente, profetas, reis, apóstolos, mártires e tantos outros que jamais aceitariam culto e adoração, sabendo que a própria Maria jamais aceitaria a posição imposta e inventada pela religião que usa apenas o sentimentalismo para afirmar o que não existe e que na verdade é uma forma de tentar anular o sacrifício do Senhor Jesus e desviar em muitas pessoas o verdadeiro projeto de Salvação que se manifesta em Cristo Jesus.
"Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." Jo 14:6
CONCLUÍMOS QUE: Da mesma maneira que Jesus foi gerado pelo Espírito Santo no ventre de Maria, também o mesmo Espírito Santo tem gerado Jesus em nossos corações, a mesma graça espiritual da operação do Espírito Santo em cada um de nós e no corpo, Igreja Fiel. Feitos nova criatura – Novo Nascimento – Nascemos da água e do Espírito.
Não há motivo para aceitar Maria como salvadora. Se Maria é salvadora porque Jesus foi gerado nela pelo Espírito Santo, sendo assim, todos os que receberam Jesus, poderiam ser salvadores.
A Obra Criadora foi consumada por Jesus no Calvário: Quando morreu, mostrou que o projeto de Deus para Israel estava encerrado e só seria restabelecido após o arrebatamento da Igreja. O projeto em que a Igreja está inserida é o da Obra Redentora: Jesus ressuscitou, está vivo, uma operação contínua até o arrebatamento da igreja.
Tire sua dúvida ou envie sugestões, críticas, mensagens, estudos etc, para o e-mail: bibliaapalavradedeus@ymail.com
Bíblia a Palavra de Deus "JESUS VOLTARÁ"


Nenhum comentário:

Postar um comentário