SEJA BENVINDO

Minha foto
Campinas, SP, Brazil
Sou servo do Senhor desde 2001, obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica, casado com Elisangela a 21 anos , pai de 2 filhos maravilhosos, sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular .Busco cada dia ter um relacionamento maior com Senhor e conhecer a sua vontade e levar esse conhecimento a outros.Desejo que as bençãos do Senhor venham ser transbordantes sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus.

DEVOCIONAL PARA HOJE

sábado, 1 de outubro de 2011

TIRANDO ÁGUA DO POÇO

 
Abraão e Isaque têm algo em comum. Ambos eram cavadores de poços. Abraão cavou muitos poços e, após sua morte, os filisteus entulharam os poços que ele havia cavado. Isaque queria dar continuidade não só desentulhando, mas também cavando novos poços.

A água que vem do céu já é algo extraordinário. Mas a água que brota da terra seca, é algo tremendamente fascinante! Toda terra seca está grávida de água, esperando que alguém a descubra e cave para brotar.

Já os filisteus, eram entulhadores de poços. Era como se os filisteus dissessem assim: "não queremos que daqui saia mais água alguma". Os filisteus não imaginaram que Isaque surgiria para reabrir os poços que eles entulharam, muito menos que cavaria novos poços. Isque extraía o melhor da terra: a água. Isaque faz com que aquilo que se tornara inútil volte a Ter vida.

A cada poço que Isaque cavava, os filisteus brigavam por ele. O motivo das contendas era porque havia escassez de terra que brotasse água na região.

Enquanto Isaque se decidia a extrair água viva da terra seca, os filisteus, por inveja, buscavam entulhar os poços, impedindo-os de brotar.

Podemos comparar essa história bíblica a dois grupos de pessoas: os que entulham os poços e os que cavam poços para extrair deles o líquido da vida. Os poços nós vamos dizer aqui que são as pessoas.

O primeiro grupo, se refere às pessoas que só conseguem se relacionar com os outros, fazendo deles pessoas inúteis, como um poço sem água. Eles entulham essas pessoas, sufocando toda vida, todas as qualidades que elas possam Ter em seu interior. Assim como toda terra, toda pessoa tem água para dar. Mas nem todo ser humano sabe tirar a água que o outro tem. Esse é o grupo das pessoas com síndrome de filisteu. Onde há um poço fértil, eles vêm e colocam entulho nesse poço. Ou seja, uma pessoa que tem qualidades no seu interior, fica tolida de mostrar essas qualidades, por causa dos entulhos que lançam sobre elas. Estes fazem com as pessoas fiquem ressequidas e não dêem a água que têm dentro de si.

O outro grupo é representado por Isaque, que tem a maravilhosa capacidade não apenas de abrir novos poços, mas de extrair água do poço entulhado. Isaque extrai o que as pessoas têm de melhor em seu interior, apesar dos entulhos. Ele limpa, retira os entulhos dessas pessoas, descobrindo que no seu interior há vida. Os Isaques fazem isso com palavras, gestos e atitudes, tratando-as com carinho e amor, investindo nelas. Fazendo com que da terra seca e entulhada brote vida.

As pessoas se diferenciam essencialmente pela postura que assumem diante dos poços da vida.

Você hoje pode escolher ser um filisteu que não vê nada de bom em ninguém, ou, quando vê, joga entulho em cima dela. Ou pode ser como Isaque, que a despeito de todo entulho que ela demonstre Ter, retira-o e faz brotar do seu interior o que ela tem de melhor.

Decida ser como Isaque. Viva a vocação de extrair do outro o que ele tem de melhor, extrair da terra seca a água, que toda terra tem.
__,_._,___