BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

domingo, 26 de março de 2017

KAIROS Ministério Missionário

KAIROS Ministério Missionário


O PODER DO AMOR

Posted: 25 Mar 2017 01:00 AM PDT

Quem entende a dimensão do amor, vive para amar: Sobretudo, amem-se sinceramente uns aos outros, porque o amor perdoa muitíssimos pecados. Sejam mutuamente hospitaleiros, sem reclamação. Cada um exerça o dom que recebeu para servir aos outros, administrando fielmente a graça de Deus em suas múltiplas formas (1 Pedro 4.8-10).

Amar, servir e perdoar são lições que Jesus nos deixou. 

Ao dizer que o amor perdoa muitíssimos pecados, a Bíblia não está excluindo a obra redentora e única de Jesus (como se, por meio da caridade, o perdão de pecados fosse alcançado), mas está ensinando que Deus é amor:

Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. Assim conhecemos o amor que Deus tem por nós e confiamos nesse amor. Deus é amor. Todo aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele (1 João 4.8,16).

Portanto, como filhos de Deus, somos incomodados por Ele a levar muitos à salvação em Cristo e ao perdão de pecados. 

Uma vez que o amor é capaz de transformar qualquer pessoa, ele é um instrumento do Evangelho para perdoar pecados:

Meus irmãos, se algum de vocês se desviar da verdade e alguém o trouxer de volta, lembrem-se disso: Quem converte um pecador do erro do seu caminho, salvará a vida dessa pessoa e fará que muitíssimos pecados sejam perdoados (Tiago 5.19,20). 

Se, por um lado, algumas religiões cometem o erro de pregar a salvação por meio da caridade, por outro, cometemos muitas vezes o engano de desvalorizar a poderosa arma do amor como ferramenta de salvação.

Alguém cheio da graça obedece ao Senhor e demonstra compaixão (Lucas 10.25-37). Pense nisso, ame e sirva!

Pra. Elizete Malafaia

Por Litrazini

Graça e Paz 

Nenhum comentário:

Postar um comentário