BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

quinta-feira, 23 de março de 2017

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS


O Filho da Viúva de Naim

Posted: 22 Mar 2017 08:00 PM PDT


Lucas 7: 11-16


INTRODUÇÃO

            O homem no seu estado natural de pecador, vive debaixo de um juízo de condenação e morte. Nesta situação ele não produz nenhum fruto que permaneça para a eternidade, pois, somente Deus pode fazer isso por ele, e isso não acontece também, porque o homem vive como se Deus estivesse morto.

·       Viúva – Tipo da igreja desamparada, desprotegida, que não gera mais, pois seu marido está morto;

·       Filho morto – Obra morta, fruto morto, sem razão de existir, religião.


DESENVOLVIMENTO


Quando Jesus entrou na aldeia de Naim, podemos observar duas multidões que se encontram na porta da aldeia:

·       A primeira multidão estava jubilosa, pois tinha Jesus, o Senhor da Vida;

·       A segunda multidão estava chorando de tristeza, pois conduzia um defunto e a morte se evidenciava.

Jesus moveu-se de íntima compaixão ao ver aquela situação, pois o salário do pecado ocupava lugar de destaque no coração de todos ali. Naquele momento o amor do Senhor pelo homem perdido começa a se manifestar poderosamente, pois Ele não tem prazer na morte do homem nem no juízo que vem sobre ele.

Não chores - Foi a palavra que Jesus falou para a viúva e mãe do jovem que seguia para o cemitério. A palavra de Jesus foi dita com segurança, e não simplesmente para consolar por algum tempo. Foi uma palavra que deu certeza de que a solução daquela grande dificuldade seria alcançada, pois o Senhor era a solução.

Jesus tocou o esquife - O esquife que mantinha e conduzia o jovem morto, representava o poder da morte sobre o homem, Mas o Senhor Jesus tocou a morte, isto é, Ele tomou a morte sobre si, e impediu o seu avanço contra nós, e nos deu a vida eterna.

Mancebo, a ti te digo, levanta-te – A Palavra do Senhor Jesus foi imperativa, foi uma ordem dada com autoridade sobre a morte, devolvendo a vida ao jovem. A Palavra de Jesus põe o homem morto pelo pecado, de pé na sua presença, capacitando-o para uma nova vida e uma nova caminhada, agora, para a vida eterna.

E o entregou à sua mãe – A mãe tipifica a igreja que foi agraciada pelo poder vivificador do Senhor. Ela não é chamada mais de viúva, pois recebeu o filho vivo para cuidar – no corpo. Sua esperança foi renovada, pois recebeu uma herança – o filho vivo.

CONCLUSÃO


Jesus nos encontra na nossa caminhada de morte, e nos intercepta antes do sepultamento – condenação. Ele nos devolve a vida e nos revela o Projeto de Deus que nos conduz à eternidade.

Naquele dia todos disseram: "Deus visitou seu povo". Isso aconteceu quando Jesus se revelou às nossas vidas, para nos devolver a alegria e a razão de viver, pois Ele é o Senhor da Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário