BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

sexta-feira, 10 de março de 2017

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS


O "bastante" de Esaú é o "tudo" de Jacó

Posted: 09 Mar 2017 07:00 PM PST


Gênesis 33: 8- 11


INTRODUÇÃO

Ao longo da vida, todos nós temos a oportunidade de fazer muitas escolhas e tomar muitas decisões. O nosso futuro dependerá e será o resultado de nossas escolhas e decisões. A maioria das pessoas usa a sua razão para tomar decisões e fazer suas escolhas.


DESENVOLVIMENTO

Esaú e Jacó eram irmãos gêmeos; eles viveram e cresceram juntos, mas eram muito diferentes um do outro, não só fisicamente, mas em personalidade também.

Esaú tinha um espírito aventureiro e vivia caçando nas montanhas e vales de Canaã. Ele era o primogênito, o herdeiro natural da melhor parte dos bens de seu pai, e também aquele que receberia a bênção da primogenitura, a qual era ambicionada por muitos que não tinham direito a ela. Mas Esaú não valorizava o direito que possuía, e as decisões que tomou e as escolhas que fez na sua vida, o afastaram desta bênção e do propósito de Deus.

Jacó era um homem simples e pacato, que costumava ficar o tempo todo em casa ao lado de sua mãe. Apesar de não ser o primogênito, seu coração almejava a bênção da primogenitura, e um dia ele a conseguiu, pois o Senhor, vendo o desejo do seu coração e também o desprezo que Esaú dava à primogenitura, tratou de providenciar a transferência da bênção para Jacó.

Pela forma como Jacó alcançou a primogenitura, Esaú jurou matá-lo logo que seu pai morresse. Por isso Jacó teve que fugir para a terra dos seus ancestrais. No seu caminho de fuga, Jacó chegou a um lugar e ali teve uma profunda experiência com o Senhor e fez uma aliança com Ele. Aquele lugar ficou sendo chamado Betel (Casa de Deus).

O tempo passou desde a separação dos dois irmãos. Esaú seguiu sua vida de aventuras e más escolhas. Jacó trabalhou como pastor de ovelhas para seu tio Labão, e suas experiências com o Senhor foram se cumprindo a cada dia.

Depois de muitos anos, o Senhor mandou que Jacó voltasse para a terra de seus pais, e o encontro com Esaú foi inevitável. Jacó temeu a reação de Esaú, mesmo depois de tanto tempo, e por isso preparou um presente para seu irmão mais velho. Jacó chamou este presente de uma bênção, de modo que quando Esaú se deparou com tudo que lhe havia sido preparado, perguntou o que era aquilo. Jacó respondeu que era para achar graça aos seus olhos, e Esaú disse: "Eu tenho BASTANTE, meu irmão; seja para ti o que tens".

Jacó insistiu para que Esaú recebesse seu presente, pois seu coração estava alegre em encontrá-lo, e que aquilo era uma bênção dada por Deus, de quem havia recebido  de TUDO. E instou com ele, até que a tomou. 

CONCLUSÃO

O que podemos observar em tudo que foi falado, é que depois de todos esses anos de vida e de oportunidades para escolher os caminhos de sua vida, o máximo que Esaú alcançou foi o BASTANTE.
A Palavra diz que a fazenda de Esaú era muita, e que a terra de suas peregrinações não os podia sustentar por causa de seu gado que era muito. Portanto Esaú habitou na montanha de Seir, em Edom.
Ter o bastante é ter o suficiente para se viver neste mundo, é ter bens materiais, fazendas, riquezas, cultura, poder político, é ter uma religião e tudo aquilo que as pessoas buscam nesta vida.

Jacó também alcançou algo ao longo dos anos, como fruto de suas escolhas. Jacó não era merecedor, mas ele escolheu a bênção da primogenitura e uma vida de comunhão com o Senhor. Ele decidiu servir ao Senhor e andar nos seus caminhos, e com isso alcançou a bênção da Salvação e da Vida Eterna. Jacó conheceu ao Senhor em Betel, lutou com Ele no vau do Jaboque e quando chegou diante de Esaú, declarou-lhe que havia recebido de TUDO da mão do Senhor.

Ter TUDO não significa ter o que Esaú tinha, mas é ter a revelação do Senhor no coração, é ter Jesus como Senhor e Salvador, é ter a esperança da Vida Eterna.

Ter TUDO não quer dizer ter riquezas, bens, poder ou coisas semelhantes a essas, mas é andar no Projeto de Deus, é viver na presença do Senhor, é ter a bênção do Espírito Santo, é poder clamar pelo Sangue de Jesus e ser ouvido, é viver no Corpo cada dia, mesmo com provações, desemprego e lutas.

Ter TUDO é ter um tesouro guardado no céu e um depósito na eternidade, e não aqui na terra. Quando temos TUDO, temos também o mesmo sentimento de Jacó, que preparou uma bênção para seu irmão e insistiu para que a tomasse.

Quando um amigo vem ao culto conosco, nós preparamos um presente e uma bênção para ele, conforme tudo que o Senhor tem nos revelado, e insistimos para que abra o coração e receba a bênção do Senhor, para que possa dizer: "Quando entrei aqui tinha o BASTANTE, mas agora estou saindo com o TUDO, com Jesus na minha vida e no meu coração".
         
Aleluia !!!




Curitiba, 25 de fevereiro de 2002








Nenhum comentário:

Postar um comentário