BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 24 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

sábado, 5 de novembro de 2016

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS


A Serva de Naamã

Posted: 04 Nov 2016 07:00 PM PDT


II Reis 5: 2, 3

INTRODUÇÃO

O Senhor Jesus disse, certa vez, em uma sinagoga, que muitos leprosos havia em Israel no tempo do profeta Elias, e nenhum deles foi purificado, senão Naamã, o siro - Lucas 4: 27.

DESENVOLVIMENTO

 Naamã era general e comandante do exército da Síria. Ele era muito estimado e respeitado pelo rei, porque através dele o Senhor havia dado muitas vitórias e livramentos aos sírios. Naamã era um homem valoroso, era um herói no seu país, no entanto, era leproso, e essa enfermidade causava muitas dores e angústias a Naamã.

Havia na casa de Naamã uma menina judia, serva de sua esposa, a qual havia sido capturada numa guerra entre os sírios e os israelitas. Certo dia esta menina disse à sua senhora: "Quem dera que o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria: ele o restauraria da sua lepra". Ao ouvir estas palavras, a mulher de  Naamã poderia muito bem desprezá-las; afinal, quem se importa com o que diz uma insignificante escrava? mas ao invés disso, ela atentou para as palavras da sua pequena serva israelita, porque havia nela algo mais, além de palavras, que a tornava digna de crédito: era o seu testemunho, seu comportamento e seu modo de vida naquela casa.

Analisando as condições de uma menina como aquela, poderíamos concluir que ela tinha tudo para ser uma menina rebelde, desobediente, murmuradora e insatisfeita, pois estava longe de sua casa, vivendo como escrava, longe dos seus pais, que talvez nem existissem mais, longe de seus parentes e amigos, em meio a um povo que não era o seu povo e em um país que não era o seu. Quem pode avaliar as saudades que sentia do seu lar, dos seus brinquedos e de tudo que fazia parte de sua vida? Mas a esposa de Naamã não encontrava nada disso na sua serva, pelo contrário, havia nela um testemunho vivo e uma fé inabalável no Poder do Deus de Israel, manifestado na vida do profeta Eliseu.

O Senhor Jesus disse que muitos leprosos havia em Israel no tempo do profeta Elias, e nenhum deles foi purificado, senão Naamã, o siro. Isto significa que aquela menina nunca havia visto nem ouvido falar a respeito de algum leproso que tivesse sido purificado na terra de Israel. Ela não conhecia nenhum fato real a respeito de cura de leprosos, em que pudesse se basear para dizer o que disse à sua senhora. Sua palavras foram ditas por pura fé, e foram aceitas porque a sua fé era viva, e não fingida, evidenciada pela sua vida e pelo seu testemunho na casa de seus senhores.

As palavras da menina foram consideradas e cridas por Naamã e pelo rei da Síria também, que o enviou com grande comitiva e muitos presentes, a encontrar-se com o homem de Deus em Samaria. Quando Naamã chegou em Israel, dirigiu-se ao lugar errado, e o rei de Israel o despediu da mesma maneira que chegou. Mas o profeta Eliseu mandou chamá-lo e o orientou a mergulhar no rio Jordão sete vezes para ser purificado. Naamã ficou muito desapontado, pois esperava outro tipo de recepção, afinal ele era um honrado general de um país estrangeiro, e por isso deu meia volta e voltou para a Síria. Podemos imaginar o que subiu ao coração de Naamã naquele momento, principalmente em relação à menina judia... Mas no meio do caminho, um dos seus servos o aconselhou a tentar fazer o que o profeta havia mandado, e Naamã resolveu acatar a sugestão. Quando ele mergulhou no rio Jordão pela sétima vez, sua pele se tornou e ele ficou como um menino, totalmente purificado de sua lepra.

CONCLUSÃO

A Obra do Senhor foi realizada na vida de Naamã, graças ao testemunho de uma pequena menina que, mas condições mais adversas, manteve o coração firme no Senhor - e isto se aprende em casa com os pais. O Senhor permitiu que ela fosse levada para a Síria, para testemunhar do seu Poder naquele lugar. Quando Naamã retornou para sua terra curado, o Senhor certamente realizou uma grande Obra na vida de tantos outros também. Que honra foi para aquela pequena serva, ter sido usada para que o Nome do Senhor fosse glorificado e exaltado na Síria!

Tiago escreveu mais tarde: "Mostra-me a tua fé sem as obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras... - Tiago 2: 18.
O Senhor precisa de servos que tenham vida espiritual, cujo testemunho fale mais alto do sua palavras.            

Nenhum comentário:

Postar um comentário