BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 24 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS


Acazias consulta o deus de Ecrom

Posted: 23 Nov 2016 06:48 PM PST


II Reis 1: 1-8


            INTRODUÇÃO

           
Deus escolheu Israel para ser o seu povo, e se revelou desde o principio como o Único e Verdadeiro Deus.  Quando o Senhor introduziu seu povo na terra de Canaã, procurou conscientizar todas as gerações de israelitas, sobre o cuidado que deveriam ter com a influência e costumes dos povos ao redor e nações vizinhas, as quais eram pagãs e praticantes dos mais abomináveis tipos de idolatrias e outros pecados - Deut 18: 9-14.
Estes povos adotavam o culto aos deuses estranhos, aos quais ofereciam os próprios filhos como sacrifício. Por isso Deus não tolerava qualquer tipo de ligação com esses povos, e qualquer desobediência poderia ameaçar seu Plano Profético para com Israel. A revelação de Deus para com seu povo foi tão profunda e completa, que nada justificaria a busca e a ligação com qualquer coisa estranha a essa revelação. O Senhor queria que Israel servisse de exemplo para os demais povos da terra, para que estes percebessem quão bom era servir ao Deus único e Verdadeiro.


            DESENVOLVIMENTO

Depois da morte de Josué e da divisão das tribos de Israel, o povo mergulhou num período de grandes dificuldades espirituais. Os preceitos do Senhor foram aos poucos caindo no esquecimento e as gerações que se seguiram perderam o temor e o conhecimento do Senhor. Com isso a idolatria e o culto a deuses estranhos invadiram a terra. Os próprios reis e sacerdotes se encarregaram disso; eles desprezaram a Palavra e a Lei do Senhor, fizeram aliança com os povos vizinhos e casaram-se com mulheres estrangeiras, que diluíram mais ainda as poucas lembranças dos feitos do Senhor, conduzindo-os à idolatria.

O rei Acazias (cujo nome significa "Jeová é o Senhor"), filho de Acabe, estava certo dia passeando pelo alpendre do seu quarto alto, em Samaria, quando despencou pela grade e caiu no chão, vindo a adoecer em virtude da gravidade da queda.  Apesar do significado do seu nome, a exemplo do que acontece com muita gente hoje em dia, cujos nomes também se relacionam com Deus, Acazias não tinha nenhuma comunhão com o Senhor.  Seu pai Acabe e sua mãe Jezabel, foram duas pessoas terrivelmente idólatras e pecadoras, de modo que a herança que deixaram para Acazias foi a devoção a Baal-Zebube, deus de Ecrom.

Baal-Zebube significa "deus da mosca" e Ecrom significa "extirpação". Esses significados são bem sugestivos, pois indicam que aqueles que se envolverem com o lixo do pecado e da idolatria, dos quais as moscas gostam, serão extirpados da terra dos viventes.

Doente e acamado, com a saúde se complicando a cada dia, o rei Acazias enviou mensageiros a Baal-Zebube, a fim de consulta-lo se sararia daquela doença.  Apesar do desprezo que sofria por parte do seu povo, Deus sempre estava disposto a restaurar a comunhão com Israel, caso seu povo se voltasse para Ele.  Se alguém, na sua angústia buscasse o Senhor, Ele diria: "Eis-me aqui".  No entanto, não foi isso que fez o rei Acazias; ele continuou desprezado e ignorando a existência de Deus, consultando a um falso deus que nada podia fazer por ele.

Mas o anjo do Senhor disse a Elias, o tesbita: "Dispõe-te, e sobe para te encontrares com os mensageiros do rei de Samaria, e dize-lhes: 'Porventura não há Deus em Israel, para irdes consultar a Baal-Zebube, deus de Ecrom?  Por isso, assim diz o Senhor: "Da cama a que subiste, não descerás, mas, sem falta, morrerás".  Então, Elias partiu.  Quando os mensageiros voltaram e transmitiram a mensagem do Senhor, o rei perguntou como era a aparência do homem que disse­lhes aquelas palavras, e eles disseram: 'era um homem vestido de pêlos, com os lombos cingidos por um cinto de couro".  Então o rei disse: "É Elias, o tesbita".

            CONCLUSÃO

O profeta Elias, o porta-voz do verdadeiro Deus diante de todo o Israel, vivia nas imediações de Samaria, pronto para atender àqueles que necessitassem da ajuda do Senhor. Ele era um servo conhecido de todos, pelas suas vestimentas (seu testemunho), mas foi desprezado pelo rei, a mesma forma que o Senhor também foi desprezado. Acazias preferiu confiar no "deus da mosca", do que no Senhor Todo-Poderoso, e a sua condenação foi inevitável, como aconteceu também com Saul.

Hoje em dia as pessoas conhecem a Deus, pois Ele não está se escondendo de ninguém, Sua Palavra e sua misericórdia, seu amor e sua graça têm sido proclamadas em todos os lugares deste mundo, no entanto, a maioria das pessoas despreza o Senhor, não confiam nele e vivem como se ele estivesse morto.  Por isso têm preferido escolher para si outros deuses, feitos com suas próprias mãos, ou adotados pela influência dos seus pais ou amigos.

Muitos hoje em dia também têm preferido dar ouvidos aos magos e feiticeiros modernos, a toda sorte de misticismo e esoterismo, consultando falsos sábios e falsos profetas, curvando-se diante dos exércitos dos céus - as estrelas e planetas - para sua própria ruína e perdição.  Todas essas coisas que estamos vendo acontecer, são o cumprimento da Palavra Profética, pois o apóstolo Paulo escreveu que nos últimos dias, muitos apostatariam da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios - 1 Tim 4: 1.

Apesar de tudo isso, a exemplo do que aconteceu com Elias que entregou uma mensagem ao rei Acazias, a Palavra do Senhor tem sido proclamada, para salvação dos que lhe dão ouvidos e para condenação dos que a desprezam.  A Palavra diz: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha vida eterna". Não há maior prova de amor do que a que Jesus demonstrou na cruz por nós.  Por isso não podemos desprezar esse amor e esse Deus Maravilhoso, que tudo fez por nós, para nos dar paz, felicidade e vida eterna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário