BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

2014 -- um ano de grandes vitórias!

"... naquele ano, comeram das novidades da terra de Canaã"
(Josué 5:12).

Queridos irmãos e amigos.

O Ministério Para Refletir deseja a todos um ano abençoado e
que todos alcancem seus objetivos e realizem seus sonhos.
Que seja, verdadeiramente, um ano em que todos comam das
novidades da terra de Canaã. Que o Senhor seja o Pastor de
todos e que nada lhes falte, tanto na área espiritual como
na material.

Felicidades e obrigado a todos pela companhia e parceria.

2014 -- um ano de grandes vitórias!


Paulo Barbosa
Um cego na Internet
tprobert@terra.com.br
http://www.ministeriopararefletir.com

Deus Garante Suas Promessas

 







  Pr. Olavo Feijó

Gálatas 3:18 - Porque, se a herança provém da lei, já não provém da promessa; mas Deus pela promessa a deu gratuitamente a Abraão.

Há pelo menos duas grandes ênfases, na Carta de Paulo aos Gálatas. A primeira nos chama a atenção para o significado eterno das promessas de Deus para nós. A segunda afirma que nossa vida espiritual é alicerçada e alimentada pela fé que devotamos às promessas divinas. "Porque, se aquilo que Deus dá depende da Lei, então o que Ele dá já não depende da Sua promessa. Mas o que Deus deu a Abraão, Ele deu porque havia prometido" (Gálatas 3:18).

Paulo era doutor em Escrituras. E ele sabia bem que, para os autores do Antigo Testamento, principalmente os profetas, promessas de Deus eram dadas como realizadas desde o momento de sua enunciação. A postura do apóstolo, então, era definitiva: em termos de garantia, nada suplanta uma promessa de Deus. Daí a segunda ênfase de Paulo. Para o cristão, a única coisa que faz sentido é o poder absoluto e definitivo do Deus que nos promete bênção.

Cristão que já experimentou a providência poderosa e amorável do Senhor aprendeu a descansar nas promessas divinas. Para ele, o futuro certamente repetirá o passado. Ele sempre agradece, no seu hoje, pelo amanhã com Deus. Entregar-se às promessas, a todas as promessas do Senhor, é o mais poderoso remédio contra o estresse, a preocupação e a ansiedade.

Pastor Sérgio Fernandes
 Palavra Que Transforma
Evangelizar é convencer  |  Pastor Sérgio Fernandes

Atos dos Apóstolos 18:4 - E todos os sábados disputava na sinagoga, e convencia a judeus e gregos.

Por isso, enquanto o Senhor lhe oferecer vida, se esforce para convencer o maior número de pessoas que Jesus é o Cristo, para a glória de Deus Pai.

Clique aqui para ler essa Devocional inteira 




Em Suas mãos



Ministérios RBC
NOSSO ANDAR DIÁRIO/NOSSO PÃO DIÁRIO
Em Suas mãos
Leitura: Romanos 8:31-39
…prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. —Filipenses 3:12
Quando atravessamos uma rua movimentada com crianças pequenas enfileiradas, esticamos as mãos e dizemos: "Segurem firme", e os pequeninos agarram as nossas mãos o mais forte possível. Mas jamais dependeríamos da força com que eles seguram as nossas mãos. É a nossa força em suas mãos que os seguram e os mantêm a salvo. Deste modo, Paulo insiste: "…fui conquistado por Cristo Jesus" (Filipenses 3:12). Ou mais exatamente, "Cristo me segura com força!"
Uma coisa é certa: não são as nossas mãos segurando a mão de Deus que nos mantêm seguros, mas sim o poder das mãos de Jesus. Ninguém pode nos tirar de Suas mãos — nem o diabo, nem nós mesmos. Uma vez que estamos em Suas mãos, Ele não nos soltará.
Temos esta garantia: "Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão. Aquilo que meu Pai me deu é maior do que tudo; e da mão do Pai ninguém pode arrebatar" (João 10:28-29).
Duplamente seguros: o nosso Pai de um lado e nosso Senhor e Salvador do outro, envolvendo-nos em Suas mãos fortes. Estas são as mãos que modelaram as montanhas e oceanos e arremessaram as estrelas no espaço. Nada nesta vida ou na próxima "…poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 8:39).
—DHR
Aquele que nos salvou é o mesmo que nos sustenta.

  Se você deseja parar de receber o devocional Nosso Andar Diário (Nosso Pão Diário, em Portugal) via e-mail, por favor clique aqui.

Um Novo Ano Repleto da Presença de Deus


Então lhe disse: Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui. (Ex. 33.15)

Nos últimos tempos, os templos estão repletos, números, números e números, em todos os sentidos, quantidade de dinheiro, quantidade de pessoas, barganha, todavia, a presença de Deus, essa não é tão grande.

Por conta do pecado do povo, como vemos no texto de êxodo capítulo 33, Ele (Deus) continuaria abençoando, contudo sua presença só foi possível, graças à interferência e intercessão de Moisés.

E enviarei um anjo adiante de ti, e lançarei fora os cananeus, e os amorreus, e os heteus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus, A uma terra que mana leite e mel; porque eu não subirei no meio de ti, porquanto és povo de dura cerviz, para que te não consuma eu no caminho. E, ouvindo o povo esta má notícia, pranteou-se e ninguém pôs sobre si os seus atavios. Porquanto o Senhor tinha dito a Moisés: Dize aos filhos de Israel: És povo de dura cerviz; se por um momento subir no meio de ti, te consumirei; porém agora tira os teus atavios, para que eu saiba o que te hei de fazer.  Então os filhos de Israel se despojaram dos seus atavios, ao pé do monte Horebe. (Êx. 33.2-6).

[...]E Moisés disse ao Senhor: Eis que tu me dizes: Faze subir a este povo, porém não me fazes saber a quem hás de enviar comigo; e tu disseste: Conheço-te por teu nome, também achaste graça aos meus olhos. Agora, pois, se tenho achado graça aos teus olhos, rogo-te que me faças saber o teu caminho, e conhecer-te-ei, para que ache graça aos teus olhos; e considera que esta nação é o teu povo. Disse pois: Irá a minha presença contigo para te fazer descansar. Então lhe disse: Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui. (Êx.33.12-15).

Temos a opção de ter a presença de Deus conosco ou não, depende das atitudes e comportamento de cada um de nós.

Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça. (Is.59.2).

Catástrofes, violência, injustiça, (sinais eminentes da volta de Cristo); tem sido difícil a convivência em meio a tudo isso, o que nos fortalece e nos capacita a sair de todas essas situações é Deus. Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. (Sl. 46.1) Agora pensa o que seria de nós sem Ele.

Em Deus está a minha salvação e a minha glória; a rocha da minha fortaleza, e o meu refúgio estão em Deus.(Sl. 62.7).

Tal qual o povo de Deus comandado por Moisés, desfrutou de sua presença durante o êxodo para a Canaã, também podemos desfrutar de sua companhia e presença durante o ano de 2014.

Sejamos gratos a Deus por todas as coisas que ocorreram nesse ano que está findando, pois sua Palavra nos diz: E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. (Rm. 8.28), mesmo as que nos parecem ruins.

Que em 2014:Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros. (Rm 14.19)

Nesse Ano Novo: Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo. (Is. 43.18-19)

FELIZ ANO NOVO!!

Que o Senhor esteja presente em sua vida em todos os momentos do Novo Ano, dando sabedoria, discernimento, entendimento, autoridade, revelação, conhecimento, capacitação para desfrutar de sua companhia, e cumprir o propósito para nossas vidas nesse e em todos os anos que estão por vir até a sua volta, são os desejos dos integrantes dos blogs http://www.reflexoesevangelicas.com.br/ e http://www.kairosministeriomissionario.com/

Litrazini


Graça e Paz

-->

Do Meu ou do Seu Jeito?



"Ouçam agora, vocês que dizem: 'Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro'. Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa." (Tiago 4:13-14)

A Bíblia não condena a pessoa que faz planos para o futuro. Em vez disso, critica a pessoa que faz esses planos sem levar em conta a vontade de Deus. Isso perigoso. Deus não divide a sua glória com ninguém. Não há nada de errado em fazer planos, desde que considerando a vontade de Deus. Paulo disse aos crentes em Éfeso que voltaria, "se for da vontade de Deus" (Atos 18:21). Ele escreveu aos Coríntios que ele planejava outra visita "Se o Senhor permitir" (1 Coríntios 4:19). Em outras ocasiões, Paulo falou de seus planos para fazer certas coisas e como o Senhor mudou seus planos. Temos os nossos planos, nossos propósitos e compromissos. Mas o Senhor pode nos redirecionar.

Jesus nos ensinou a orar: "Seja feita a Tua vontade" (Lucas 11:2). Nossas orações serão eficazes e bem sucedidas quando alinhamos a nossa vontade à vontade de Deus e oramos de acordo com isso. Oração não é conseguir que nossa vontade seja realizada no céu, mas sim conseguir que a vontade de Deus seja realizada na Terra. Não é mover Deus para o nosso caminho, mas nos movermos para o caminho que Deus tem para nossa vida. Precisamos nos lembrar que a Sua vontade pode ser diferente da nossa. E que temos que estar dispostos a aceitar isso.

Nunca tenha medo de confiar um futuro desconhecido a um Deus conhecido. Podemos sempre nos voltar para a promessa de Jeremias 29:11: "'Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês', diz o Senhor, 'planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.'"

Os planos de Deus para você são sempre melhores que quaisquer planos que você tenha para si mesmo. Portanto, não tenha medo da vontade de Deus, mesmo que ela seja diferente da sua.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Mistura de emoções


Ministérios RBC
NOSSO ANDAR DIÁRIO/NOSSO PÃO DIÁRIO
Mistura de emoções
Leitura: Apocalipse 21:1-7
Até no riso tem dor o coração, e o fim da alegria é tristeza. —Provérbios 14:13
Para Marlene e eu, "mistura de emoções" descreve exatamente a nossa festa de casamento. Não interprete errado. Foi um evento maravilhoso que continuamos a celebrar mais de 35 anos depois. A festa, no entanto, foi abafada porque a mãe de Marlene morreu de câncer apenas algumas semanas antes. A tia de Marlene assumiu o papel de "mãe da noiva", mas em meio à nossa alegria, algo claramente não estava certo. A mãe não estava lá e isto afetou tudo.
Aquela experiência exemplifica a vida em um mundo decaído. As nossas experiências aqui são uma sacola com uma mistura de circunstâncias boas e más, alegres e triste — uma realidade que Salomão expressou quando escreveu: "Até no riso tem dor o coração, e o fim da alegria é tristeza" (Provérbios 14:13). O coração alegre muitas vezes se entristece, pois é isto que esta vida exige algumas vezes.
Felizmente, entretanto, esta vida não é tudo o que há. E na vida que está por vir, aqueles que conhecem Cristo têm uma promessa: "E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram" (Apocalipse 21:4). Naquele grande dia, não haverá mistura de emoções — apenas corações repletos da presença de Deus!
—WEC
As sombrias tristezas da terra para o cristão, um dia, se tornarão radiantes canções do céu.

 Se você deseja parar de receber o devocional Nosso Andar Diário (Nosso Pão Diário, em Portugal) via e-mail, por favor clique aqui.

A Existência do Mal



Reflexões Evangélicas
-->




Um professor ateu desafiou seus alunos com esta pergunta: 



- Deus fez tudo que existe?  Um estudante respondeu corajosamente:

 - "Sim, fez!" 
- Deus fez tudo, mesmo? 
- Sim, professor - respondeu o jovem. 


O professor replicou: 

- Se Deus fez todas as coisas, então Deus fez o mal, pois o mal existe, e considerando-se que nossas ações são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mau. O estudante calou-se diante de tal resposta e o professor, feliz, se vangloriava de haver provado uma vez mais que a Fé era um mito. 


Outro estudante levantou sua mão e disse: 

- Posso lhe fazer uma pergunta, professor? 
- Sem dúvida, respondeu-lhe o professor. 


O jovem ficou de pé e perguntou: 

- Professor, o frio existe? 
- Mas que pergunta é essa? Claro que existe, você por acaso nunca sentiu frio? 


O rapaz respondeu: 

- Na verdade, professor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é ausência de calor. Todo corpo ou objeto pode ser estudado quando tem ou transmite energia, mas é o calor e não o frio que faz com que tal corpo tenha ou transmita energia. 


O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Criamos esse termo para descrever como nos sentimos quando nos falta o calor. 

- E a escuridão, existe? - continuou o estudante. 


O professor respondeu: 

- Mas é claro que sim.

O estudante respondeu:
- Novamente o senhor se engana. A escuridão tampouco existe. A escuridão é na verdade a ausência de luz. Podemos estudar a luz, mas a escuridão não. O prisma de Newton decompõe a luz branca nas varias cores de que se compõe, com seus diferentes comprimentos de onda. 
- A escuridão não. Um simples raio de luz rasga as trevas e ilumina a superfície que a luz toca. Como se faz para determinar quão escuro está um determinado local do espaço? Apenas com base na quantidade de luz presente nesse local, não é mesmo? Escuridão é um termo que o homem criou para descrever o que acontece quando não há luz presente.


Finalmente, o jovem estudante perguntou ao professor:

 - Diga, professor, o mal existe? Ele respondeu: 
- Claro que existe. Como eu disse no início da aula, vemos roubos, crimes e violência diariamente em todas as partes do mundo, essas coisas são o mal.


Então o estudante respondeu: 

- O mal não existe, professor, ou ao menos não existe por si só. O mal é simplesmente a ausência de Deus. É, como nos casos anteriores, um termo que o homem criou para descrever essa ausência de Deus. Deus não criou o mal. Não é como a Fé ou o Amor, que existem como existe a Luz e o Calor. O mal é resultado da falta de Deus nos corações. 
- É como o frio que surge quando não há calor, ou a escuridão que acontece quando não há luz

Autor Desconhecido

Por Litrazini

Graça e Paz

Ano Novo – Três Conselhos para o Ano Novo

Perdoe
Não comece o ano com um coração cheio de feridas por não perdoar o dano que alguém provocou em sua vida. Antes que chegue à meia noite da virada, perdoe e deixe para trás todo o mal que te fizeram, a dor e a amargura que isso te provocou. Sua atitude de perdoar não significa que tudo será igual com essa pessoa, mas isso libera seu coração e te permite continuar crescendo. Que seu próximo ano comece sem rancor nem amargura de ninguém.
Agradeça
É muito provável que este ano não tenha sido o melhor de toda a tua vida, e adivinhe: todos tem o mesmo sentimento a respeito do seu ano. Quando nos sentamos para refletir sobre as experiências vividas, nos damos conta de que este ano foi muito difícil, doloroso ou simplesmente não trouxe tudo o que esperávamos. No entanto, você está vivo, lendo essas letras na qual quero usá-las para lembra-lo que DEUS TE AMA e tem um grande propósito para sua vida. Se ainda estas aqui na terra é porque DEUS TEM PLANOS CONTIGO, planos que deseja cumprir em sua vida. Não se despeça dessa ano sem agradecer a Deus por todas as bênçãos recebidas, por sua vida e daqueles que estão ao seu lado, por todo ensinamento e pelos momentos bons e os maus também.
Escolhe Deus
Por esse ano que passou já não a nada mais o que fazer, só resta se despedir e guardar em nossa memória as recordações e experiências vividas. Porém um ano novo começa e isso representa novas oportunidades, decisões a serem tomadas, projetos a serem desenvolvidos e a famosa lista de objetivos. Antes de mais nada, decida permitir a Deus guiar teus passos nesse novo ano, que Ele seja o teu guia, O refúgio em meio das tormentas; escute Sua voz ao momento de tomar uma decisão e escolhe a Ele como prioridade em sua vida.
Dizem que a vida é curta e deve ser vivida desfrutando ao máximo, essa diversão e felicidade de que falam é passageira. A vida é curta quando você reflete sobre todas as coisas que deseja fazer, certamente o ideal é viver uma vida plena e cheia de gozo. Busque esse gozo e plenitude em Cristo. Você sabe sorrir em meio da tribulação? Orar pelo último pedaço de pão que comerá na semana? Dar graças e cantar hinos de gozo e alegria logo depois de perder a um ente querido? Eu já vi cristãos vivendo e praticando tais coisas, eu mesma resolvi mudar, sorrir em momentos triste, e me alegrar ainda que seja no meio da tribulação. Tudo isso quem tem me dado é o filho de DEUS, JESUS CRISTO. Viver uma vida com Cristo não somente nos permite disfrutar suas bênçãos, mas molda nosso caráter permitindo desfrutar a nossa existência ainda que tudo esteja negro e sem solução.
Oro para que neste ano você comece com um coração novo e livre de rancores, uma atitude positiva, um espirito agradecido por tudo o que tens e tudo o que está por vir. Peço a Deus que mostre Sua glória em tua vida e na minha para que recordemos sempre que Ele é nossa razão de viver. Finalmente desejo que possas achar gozo e plenitude em teu caminhar com Cristo e que aprendas a ver em cada passo dado todas as bênçãos para qual Deus te preparou. Amém
Feliz Ano Novo !
por Angélica Pérez Ortiz

Líderes Que Trabalham Tristes

 







  Pr. Olavo Feijó

Hebreus 13:17 - Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.

O autor da Carta aos Hebreus, ao comentar a relação entre líderes cristãos e liderados, enfatiza a importância de uma liderança quando ela é acatada. O texto afirma: "Se vocês obedecerem, eles fazem o trabalho com alegria; mas se você não obedecerem, eles trabalharão com tristeza e isso não ajudará vocês em nada" (Hebreus 13:17).

O texto de Hebreus focaliza uma dimensão essencial em qualquer área de liderança. Engenheiros desobedecidos possibilitam construções com defeitos. Técnicos desobedecidos produzem equipes desportiva perdedoras. No contexto de Hebreus, a recomendação da obediência pressupõe líderes cristãos que vivam em comunhão com o Senhor e que, por isso, promovem o bem estar espiritual dos cristãos. Desobedecer a tais líderes conduz os liderados a buscar igual dependência do Senhor. Entende-se, neste caso, porque a desobediência pode tornar-se foco de tristeza.

No seu argumento final, o autor da Carta nos alerta: "e isso não ajudará vocês em nada". A dimensão do amor lubrifica todas as relações humanas, principalmente naquelas em que a autoridade é exercida. O Senhor quer comunidades com líderes amoráveis e discípulos motivados pelo amor. A oração intercessória pelos líderes é o poderoso antídoto da tristeza e da enfermidade espiritual.

Pastor Sérgio Fernandes
 Palavra Que Transforma
Um apóstolo cumprindo dupla jornada  |  Pastor Sérgio Fernandes

Atos dos Apóstolos 18:4 - E todos os sábados disputava na sinagoga, e convencia a judeus e gregos.

Não é errado viver da fé, mas pelo amor de Deus, vida da sua própria fé, e não da fé e dos recursos dos outros.

Clique aqui para ler essa Devocional inteira 




A Sua Melhor Defesa



"Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês." (Tiago 4:7)

Quando a Bíblia diz: "submeter-se a Deus" e "resistir ao diabo" (Tiago 4:7), isso não significa que devemos sair e atacar o diabo. O diabo vai fazer o ataque. A palavra "resistir" é basicamente uma palavra defensiva e significa "suportar um ataque".

A Bíblia também não diz "converse com o diabo e ele fugirá de você" ou "considere todas as tentações que o diabo oferece, então resista a ele e ele fugirá de você." Uma vez que você comece a brincar com o pecado e com o diabo, é apenas uma questão de tempo até que fique viciado. É como as amostras grátis que são oferecidas a você em uma loja ou num shopping. É dado apenas o suficiente para despertar o seu interesse, mas não o suficiente para satisfazê-lo.

O diabo tem feito isso por muito tempo. Ele não é idiota; ele não vai, necessariamente apresentar a sua oferta completa. Em vez disso, ele vai dizer: "Experimente só um petisco. Só para ter um gostinho da diversão. Isso não vai te machucar. É só um pouquinho." E você sabe o resto da história. É por isso que a Bíblia nos diz para resistir ao diabo. Mantenha a maior distância possível dele. Fuja da tentação e não deixe seu endereço de contato.

E onde vamos encontrar a determinação e força para resistir? Precisamos submeter-nos a Deus enquanto resistimos ao diabo. "Submeter-se" é uma palavra usada para descrever um soldado sob a autoridade de um comandante e se refere a uma submissão consciente e espontânea à autoridade de Deus. Isso significa entregar-se completamente à Palavra e à vontade de Deus. Essa é sua melhor defesa.

domingo, 29 de dezembro de 2013

Retrospectiva Esboçando ideias 2013: Os 50 artigos mais lidos e comentados do ano



Esboçando Ideias
-->

Conteúdo Cristão de Qualidade: Blog Esboçando Ideias

Link to Esboçando Ideias

Retrospectiva Esboçando ideias 2013: Os 50 artigos mais lidos e comentados do ano

Amigos leitores do Blog Esboçando Ideias, é com muita gratidão a Deus e a todos vocês que termino mais um ano de muitas postagens e estudos para abençoar os servos de Deus que falam português. Como o Blog já chegou a marca de quase 1000 artigos publicados, resolvi fazer uma retrospectiva e separar para vocês os 50 artigos mais lidos nesse ano de 2013.
Espero que gostem e possam organizar seus estudos para 2014 lendo sobre alguns temas que ainda não leram. Que Deus abençoe a todos!!
Retrospectiva Esboçando ideias 2013: Os 50 artigos mais lidos do ano
1-) A Galinha Pintadinha é do diabo? Existem mensagens subliminares em seu conteúdo?

Nos vemos em 2014 com muito mais conteúdo de qualidade para você!!!


Carta a uma criança


Ministérios RBC
NOSSO ANDAR DIÁRIO/NOSSO PÃO DIÁRIO
Carta a uma criança
Leitura: 3 João
Não tenho maior alegria do que esta, a de ouvir que meus filhos andam na verdade. —3 João 4
Mesmo no fim de sua vida, C. S. Lewis demonstrou interesse na educação espiritual de jovens cristãos. Apesar de estar com a saúde prejudicada, dedicou tempo para responder uma carta a uma criança chamada Filipe. Elogiando a excelente expressão escrita do menino, Lewis disse estar encantado com o fato de que ele compreendeu em As Crônicas de Nárnia que o leão Aslan representava Jesus Cristo. No dia seguinte, Lewis morreu em sua casa em Kilns, Oxford, Inglaterra, uma semana antes de seu aniversário de 65 anos.
O apóstolo João, em seus últimos anos, enviou uma carta aos seus filhos espirituais. Nela, vemos a alegria de um cristão maduro encorajando os seus discípulos espiritualmente mais novos a continuar caminhando na verdade e seguindo a Cristo.
João escreveu: "Não tenho maior alegria do que esta, a de ouvir que meus filhos andam na verdade" (3 João 4). A carta de João, curta para os padrões no Novo Testamento, demonstra a alegria que vem de educar e cuidar do crescimento espiritual da geração seguinte.
Os cristãos maduros deveriam buscar encorajar a compreensão da vida espiritual aos jovens da próxima geração. Enviar um bilhete carinhoso, dar uma palavra de encorajamento, orar ou oferecer um conselho sensato, todos podem ser meios de ajudar outros em sua jornada espiritual com Deus.
—HDF
A jornada se torna melhor com alguém que conhece o caminho.
 Se você deseja parar de receber o devocional Nosso Andar Diário (Nosso Pão Diário, em Portugal) via e-mail, por favor clique aqui.

Um ano novo ou um novo ano?





Não sejamos meros espectadores do virar do calendário do Ano-Novo, mas, em Cristo, construtores do novo ano

Toda a nossa vida se move no tempo. Há um passado com suas gratas memórias, que nos fazem bem à lembrança, cuja acumulação de experiências constrói o nosso ser e nos edifica; e memórias ingratas, que é melhor esquecer, especialmente as memórias das nossas falhas e das falhas dos outros em relação a nós. Quanto ao passado — aos "Anos Velhos" —, vivemos entre as memórias da graça e a memória das desgraças.

Nosso tempo de hoje é o resultado desse tempo de ontem, mas é também uma breve passagem em direção ao tempo do amanhã, com seus sonhos e seus temores, seus alvos e suas dúvidas, suas aspirações e suas inseguranças. Se não podemos fazer mais nada em relação ao passado, apesar do seu caráter de imponderável e da soberania de Deus, podemos fazer algo pelo futuro: pensar, planejar, decidir, comprometer.

Na mera troca de calendário, se vai o "Ano Velho" e chega o Ano-Novo, em seu ciclo periódico, até a nossa morte.

Porém, o Ano-Novo pode vir a ser um novo ano, um ano qualitativamente diferente, abençoado e abençoador, em nossas respostas à voz de Deus em nossa vida e nos relacionamentos e empreendimentos de que participarmos, como novos objetivos, novos valores, novas prioridades.

Para os servos do Senhor as coisas velhas podem sempre se tornar em coisas novas.

Como cidadãos do reino do céu, nossa presença no reino da terra pode contribuir para um mundo novo, menos violento, menos injusto, menos desonesto, menos mentiroso, menos hipócrita, menos opressor, menos discriminador. Podemos ser mais "sal" e mais "luz" para o mundo em 2014?

Entre a avaliação do "Ano Velho" e a construção do novo ano, passamos pela consciência da finitude e do pecado, pela necessidade do arrependimento, pela busca da santificação.

Mas como construir o novo em uma Igreja tão marcada pelo velho: o divisionismo, o isolacionismo, o caciquismo, o sectarismo, o moralismo, o legalismo, os cismas, as heresias? Um mundo novo e sadio a partir de uma Igreja enferma?

Entre a pessoa nova e o mundo novo, há a Igreja nova, a família nova, a comunidade nova, o trabalho novo, o país novo, os hábitos novos e, tantas vezes, pessoas novas ou relacionamentos renovados (feitos novos outra vez!).

Não sejamos meros espectadores do virar do calendário do Ano-Novo, mas, em Cristo, construtores do novo ano. 

Robinson Cavalcanti / Ultimato

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz
-->

sábado, 28 de dezembro de 2013

A chegada de Paulo em Corinto

-->
 







  Pastor Sérgio Fernandes

Atos dos Apóstolos 18:1 - ¶ E depois disto partiu Paulo de Atenas, e chegou a Corinto.

Paulo chegou a cidade de Corinto durante sua segunda viagem missionária. Após realizar um formidável trabalho passando por Filipos e Tessalônica (onde estabeleceu importantes igrejas), e por Beréia e Atenas, Paulo finalmente chega a cidade para anunciar o evangelho (At 18.1).

Podemos observar neste relato o quão incansável era Paulo, e o quanto ardia em seu peito o desejo de ver o maior número de pessoas ser transformado pela fé em Jesus. Ele não concebia a Igreja como um museu de santidade, onde as pessoas simplesmente criam, recebiam salvação e depois aguardavam a morte (ou a volta de Cristo). Para ele, a Igreja era (e é) o instrumento pelo qul Deus cumpriria Seus propósitos soberanos, e cabia a ele, como apóstolo, ser o pioneiro e porta voz das boas novas de salvação por onde quer Deus o enviasse.

Precisamos nestes dias de tamanha indiferença espiritual vivenciar o avivamento que Paulo experimentou. Quando despertarmos do sono, poderemos transformar vidas e alterarmos destinos eternos, pois o evangelho ainda é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê.

------------------------------------------------

Curta
www.facebook.com/pastorsergiofernandes
Pr. Olavo Feijó
 Gotas Bíblicas
Por Causa Do Dinheiro  |  Pr. Olavo Feijó

Judas 1:11 - Ai deles! porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Coré.

Hoje, como no início do cristianismo, as igrejas são invadidas por pessoas que deturpam a simples mensagem de Cristo.

Clique aqui para ler essa Devocional inteira  




A apresentação



Ministérios RBC
NOSSO ANDAR DIÁRIO/NOSSO PÃO DIÁRIO
A apresentação
Leitura: Colossenses 1:21-23
…vos reconciliou […] para apresentar-vos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis. —Colossenses 1:22
Minha esposa é uma ótima cozinheira. Após um longo dia, eu, geralmente, aguardo ansiosamente pelo aroma dos temperos que prometem um banquete saboroso. Ela não apenas sabe como preparar uma refeição, mas também é mestre na apresentação. As cores do alimento no prato belamente dispostas em uma harmonia de carne, arroz branco e solto e vegetais me convidam a puxar a cadeira e desfrutar do seu trabalho manual. Mas o alimento não era tão atraente antes de ela colocar as suas mãos nele. A carne era crua e frágil, o arroz era duro e quebradiço e os vegetais precisavam ser lavados e cortados.
Isto me lembra da obra misericordiosa que Jesus fez por mim. Estou bem ciente de minha fragilidade e tendência ao pecado. Sei que em mim e por mim não sou apresentável a Deus. No entanto, quando sou salvo, Jesus faz de mim uma nova criatura (2 Coríntios 5:17). Ele me aceita como sou e faz de mim o que eu deveria ser — santo, inculpável e irrepreensível (Colossenses 1:22). Ele me apresenta ao nosso Pai como algo de uma beleza digna de estar em Sua presença.
Que a Sua obra transformadora em nosso favor nos estimule a viver de acordo com a apresentação que Ele faz de nós e sermos humildemente gratos por Cristo pela Sua obra consumada em nossas vidas!
—JMS
Jesus nos aceita como somos e faz de nós o que deveríamos ser.

 Se você deseja parar de receber o devocional Nosso Andar Diário (Nosso Pão Diário, em Portugal) via e-mail, por favor clique aqui.

A criação dos anjos


"Quando os anjos foram criados, Deus tinha ciência de que um deles – Satanás -se rebelaria?  Por que, então, criou os an­jos?"

Sim, tinha. Um dos atributos de Deus é onisciência. Seu conhecimento é perfeito, absoluto. Ele conhece o passado, o presen­te e o porvir. Conhece tão bem o eterno passado como o futuro eterno.

Temos de nos conscientizar dessa verdade. Temos de nos conformar com ela, porque não a pode­mos negar. Se Deus não conhecesse o eter­no futuro, Ele não seria Deus. Só concebe­mos Deus como aquele ser que tem todo o poder' no Céu, no Universo, e na Terra.

Deus criou os anjos porque necessitava de­les para o servirem, para o glorificarem, para o adorarem.

A previsão da rebeldia de um grupo não podia impedir que o Todo-poderoso deixasse de executar o que fora planejado.

Como oportuna, incluamos na resposta a esta consulta a seguinte pergun­ta que constantemente nos é feita, e da qual muitos se valem para depreciar a obra de Deus: "

Se Deus sabia que o homem ia pecar, por que o criou?"

Respondemos – Deus apesar de saber disso, criou o ho­mem por causa do seu imensurável amor para com aqueles que haveriam de herdar a salvação: Hb 1.14. O plano divino é eternal e, por isso, nenhuma força no universo pode modificá-lo ou impedir que ele se rea­lize.

Por causa dos que não quiseram no passado, dos que rejeitam no presente e dos que recusarão no futuro a graça ofere­cida por Deus, esse Deus de amor não po­deria deixar de mostrar a sua inefável bon­dade para com aqueles que no passado aceitaram, para com os que no presente es­tão recebendo, e para com os que no futuro aceitarão com corações transbordando de alegria o eternal plano de salvação.

Essas verdades sublimes, que não podem ser contraditadas, estão reveladas na Palavra inspirada do apóstolo Pedro: "Eleitos se­gundo a presciência de Deus o Pai, em san­tificação do Espírito para a obediência", 1 Pe 1.2a.

Não aceitamos uma predestinação arbitrária que permite uma vida desregra­da para os "contemplados" porque isso ofende a santidade de Deus. Mas cremos numa eleição em santificação do Espírito para a obediência.

 Foi para isso que Deus nos chamou, e isso glorifica o seu nome.

Extraído do livro "A Bíblia Responde", Editora CPAD / CACP

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz
-->