BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

sexta-feira, 23 de março de 2012

O que fazer do fracasso?


O que fazer do fracasso?



"Levanta-te, resplandece. .." (Isaías 60:1)


O Apóstolo Paulo falhou; Pedro falhou; todos os doze apóstolos falharam. Davi, o Maior rei de Israel, "um homem segundo o coração de Deus", falhou. Moisés, gigante entre os Israelitas, que deu a Lei, libertador de seu povo, falhou.

Jacó, pai de Israel, falhou; Isaque, filho da promessa, falhou. Abraão, pai da fé, modelo daqueles que são íntegros e fiéis, falhou. Até nossos primeiros pais, em sua perfeição humana, falharam. Quem não falhou? Falhar não é o problema e sim o que se faz depois da falha. Quem faz do fracasso um ponto final é um fracassado. Aquele que vê no fracasso uma escola do Espírito deixa que o fracasso contribua para seu crescimento em Cristo.

A Palavra de Deus está repleta de exemplos de grandes homens que experimentaram momentos de falhas e decepções. Eram homens e, portanto, tinham seus erros. Mas Deus os amava e eles superaram os fracassos e tornaram-se vitoriosos na força do Senhor.

Seria diferente conosco? Poderíamos nós ser perfeitos e sem erros? Claro que não. Por isso Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, veio ao mundo e morreu na cruz para nos trazer regeneração e para nos aproximar novamente da presença santa do Pai.

Há um ditado popular que diz: "Errar é humano e persistir no erro é burrice". Espiritualmente poderíamos dizer: "Errar faz parte da natureza humana, mas reconhecer o erro e pedir perdão a Deus nos conduz novamente à santidade e nos faz obter, pelos méritos do Senhor, a herança celestial que nos foi preparada desde a fundação do mundo".

As falhas e fracassos diante de Deus não devem ser o ponto final de nossos objetivos. Devemos sempre estar dispostos a levantar e seguir em frente. O Senhor estará ali para nos ajudar. Os fracassos serão esquecidos e as conquistas prevalecerão. Os pecados serão perdoados e a alegria de estar com Deus permanecerá por toda a eternidade.

Use seus fracassos como estímulo para alcançar as vitórias almejadas.


Paulo Roberto Barbosa


Minas Gerais - MG