BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Devocionais Diários

Devocionais Diários


Heróis da Fé

Posted: 16 May 2017 08:01 PM PDT

"Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes odiou a mim. Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia." (João 15:18-19)

A história da igreja nos conta o episódio de um homem idoso chamado Policarpo que foi preso e levado à presença de um procônsul romano no Anfiteatro. Disseram-lhe que tivesse consideração por sua própria velhice e jurasse pelo gênio de César, dando-lhe a entender que bastava dizer que César era o Senhor e ele podia ir para a casa jantar.

Mas Policarpo respondeu dizendo: "Há oitenta e seis anos venho sendo servo d'Ele, e Ele não me fez nenhum mal, e como posso blasfemar de meu Rei que me salvou?" Policarpo foi então levado à fogueira para ser queimado vivo. Policarpo morreu naquele dia como mártir, como herói da fé.

Milhares, talvez milhões, de cristãos foram executados pelo Império Romano — alguns como divertimento lá no Coliseu. César Nero foi um dos piores perseguidores e responsável pela morte de muitos cristãos. No fim, todavia, Roma caiu e a igreja emergiu vitoriosa.

Já foi dito que o sangue dos mártires é a semente da igreja. Estêvão foi o primeiro de muitos cristãos heroicos que vieram depois dele, que não negaram o Senhor Jesus Cristo. Mesmo quando ficou de joelhos, Estêvão foi grande. Viveu como Cristo. Falou como Cristo. E havia de morrer como Cristo. Jesus disse: "Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes odiou a mim" (João 15:18).

Alguns de nós fogem ao menor sinal de escárnio. Estêvão e Policarpo morreram por sua fé, assim como muitos outros. Você consegue viver pela sua? Consegue falar em favor de Jesus? Consegue arriscar-se a passar vergonha diante das pessoas que não concordam com o seu ponto de vista?

Nenhum comentário:

Postar um comentário