BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

segunda-feira, 3 de abril de 2017

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS


O nascimento de Sansão

Posted: 02 Apr 2017 08:00 PM PDT


Juízes 13: 1-5

INTRODUÇÃO


Quando saiu da terra do Egito, depois da caminhar 40 anos no deserto, o povo de Israel ocupou a terra de Canaã e passou a viver sob a orientação do Senhor. Mas com o passar das primeiras gerações, o povo se corrompeu e serviu aos deuses estranhos, dentre eles, Baal e Astarote eram os mais conhecidos. Por causa disto, o Senhor os entregou aos seus inimigos, que os afligiram e oprimiram tremendamente por longos anos.
Todas as vezes que se encontravam em aperto, os israelitas clamavam ao Senhor e Ele ouvia o seu gemido e movido por sua misericórdia, enviava o socorro levantando Juízes que libertavam o povo de seus inimigos.
Este período, chamado período dos Juízes, teve a duração aproximada de 450 anos e nele Israel viveu 93 anos debaixo da mão opressora de seus inimigos.


DESENVOLVIMENTO


            Antes do nascimento de Sansão, Israel viveu 40 anos debaixo do jugo dos filisteus, e após este período, Deus olhou para o sofrimento de seu povo e começou a operar para lhe dar livramento. Para isso Ele enviou seu Anjo a uma mulher estéril (a Palavra não cita seu nome), esposa de um homem chamado Manuá, da tribo de Dã, anunciando-lhe que teria um filho que começaria a livrar o povo das mãos dos filisteus.
            O Anjo do Senhor disse à mulher que, para que a promessa de Deus se cumprisse, ela precisava seguir algumas orientações durante o período em que a criança estivesse sendo gerada no seu interior. As recomendações eram as seguintes:
·       Não beber vinho;
·       Não beber bebida forte;
·       Não comer coisas imundas; e
·       Jamais passar navalha na cabeça do seu filho, pois ele seria Nazireu de Deus.

A obediência a estas recomendações, possibilitaria o cumprimento de todo o plano de Deus, e Sansão seria o instrumento usado para a libertação e salvação do povo de Israel dos seus inimigos.

A mulher tipifica a Igreja, pois ela é o corpo onde a Obra de salvação do mundo (tipificada por Sansão) vai ser gerada. Esta igreja não tem nome, ela vivia na esterilidade, nas religiões, no mundo e no pecado, mas foi chamada por Deus para ser o instrumento onde uma Obra seria gerada para trazer libertação e salvação para as pessoas que viviam debaixo da opressão e da condenação do inimigo. Esta igreja não pode gerar a Obra por si só, mas é o Senhor quem a gera no interior do seu coração, e para que o Projeto de Salvação se cumpra conforme a vontade do Senhor, a igreja precisa se santificar e guardar a revelação do Senhor, caso contrário a Obra sofrerá distorções que poderão ameaçar ou impedir o cumprimento do Plano Profético de Salvação da humanidade.
A igreja precisa observar de modo espiritual, as mesmas orientações que o Anjo transmitiu à mãe de Sansão, que foram:

·       Não beber vinho – O vinho representa aquelas coisas que às vezes consideramos sem importância, ou que imaginamos serem inofensivas; são os chamados "pecadinhos", que na verdade comprometem a realização da Obra na nossa vida. São pensamentos mundanos, sentimentos impuros ou coisas que fazemos que entristecem o Espírito Santo, e que precisam ser abandonadas para podermos cumprir o Projeto de Deus na nossa vida.

·       Não beber bebida forte – São as coisas que muitas vezes dominam a vida da pessoa trazendo dificuldades à vida espiritual e à Obra do Senhor. São vícios, situações escandalosas no casamento, por exemplo, e tudo aquilo que entorpece a mente e a vida espiritual da pessoa levando-a a agir segundo o velho homem e fora do Espírito.

·       Não comer coisas imundas – São os pecados grosseiros e mundanos. A imoralidade que é apresentada pela imprensa e pela televisão, a idolatria, os maus costumes, o linguajar torpe e tudo que ofende a Santidade do Senhor e fere o seu Espírito Santo. Essas coisas provocam enfermidades no corpo e podem levá-lo à morte.

·       Não passar navalha na cabeça do menino – Os cabelos falam do que há na mente, no pensamento. A Obra tem uma mentalidade própria, que é a do Senhor, e ela não pode ser tocada pelo homem nem ferida. Isso se refere à Revelação do Espírito Santo. Sansão tinha nos seus cabelos longos sete tranças que representavam a mente de Deus em sua vida. O número sete na Bíblia, aponta para aquilo que é perfeito, completo e pleno. A força e o poder de Sansão estavam na preservação de suas sete tranças. A mentalidade da Obra e a Revelação na nossa vida precisam ser preservadas, pois quando elas são tocadas ou feridas pela razão humana, a força e o poder espiritual começam a se esvair. 


CONCLUSÃO

            A Obra só será uma bênção na vida da igreja se ela for realizada de acordo com o propósito do Senhor. O mundo está aí, oprimindo e cercando a todos com seus problemas que crescem a cada dia. Nesta hora o homem não dispõe de recursos para livrar-se das calamidades que o atingem, mas o Senhor tem o poder de operar uma Obra capaz de libertá-lo por toda a eternidade.
            A igreja, o corpo do Senhor Jesus, é o instrumento que Deus tem usado para gerar esta Obra, e através da obediência à revelação, ela produz a condição necessária para que a Obra se desenvolva e se fortaleça, para cumprir o propósito de Deus de libertar os cativos deste mundo.
            A revelação e a orientação para a igreja nesta hora é a santificação da vida, a fim de que o Culto Profético se cumpra, e através dele as pessoas experimentem a bênção do Espírito Santo e se convertam ao Senhor.  
           


Nenhum comentário:

Postar um comentário