BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 24 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

domingo, 6 de novembro de 2016

Esboço de Sermão

Esboço de Sermão


A oração de Paulo pelos Filipenses

Posted: 05 Nov 2016 05:01 AM PDT

A oração de Paulo pelos Filipenses
Texto: Filipenses 1:9-11

Introdução: Na carta de Paulo aos Filipenses, ele descreveu sua oração por eles. Ele estava continuamente agradecido por eles (Filipenses 1:3) e aguardava a comunhão deles no evangelho (Filipenses 1:5). Seu apreço por eles e a comunhão com eles levou à sua oração (Filipenses 1: 9-11). Esta oração é aplicável a nós também.

1. Que o amor deles possa abundar

A. Lembre-se da grandeza do amor (1 Coríntios 13:13) - o maior mandamento (Mateus 22:36-40); O amor é a natureza de Deus (1 João 4: 8); ter amor é ser como Deus (1 João 4:7, 16)
B. O que é o amor? - Procurar o bem dos outros e colocá-los à frente de nós mesmos; este amor os levaria a agir com humildade uns para com os outros e manter a unidade (Filipenses 2:2-4)
C. Eles deveriam continuar a abundar nesse amor - os cristãos devem sempre estar crescendo e melhorando (1 Tessalonicenses 4:1, 10)

2. Que eles possam ter conhecimento real

A. O amor deve abundar em conhecimento real - lembre-se que o amor é de Deus porque Deus é amor (1 João 4:7-8); Amor é o cumprimento de Sua lei (Romanos 13:8-10)
B. Portanto, para agir com amor, é preciso conhecer a verdade - não podemos fazer o que não sabemos (princípio de Romanos 10:2-3)
C. Isto permitirá que o homem guarde Seus mandamentos - a obediência é feita por amor (1 João 5:3, João 14:15)

3. Para que eles tenham discernimento

A. O amor deve abundar no conhecimento, mas também devemos ter discernimento - devemos amar como Deus ama, mas isso não significa ignorar ou negligenciar o pecado / erro
B. Eles deveriam discernir entre aqueles que seguiam o padrão e aqueles que não o seguiam (Filipenses 3:16-19) - reconhecer aqueles que andavam de acordo com o padrão e seguir seu exemplo (1 Coríntios 11:1); reconhecer aqueles que andavam como inimigos da cruz (1 Coríntios 5:6; 15:33)
C. Eles tinham que discernir o que era certo para que pudessem viver de acordo com ele (Filipenses 3:16)

4. Para que eles pudessem aprovar o que é excelente

A. Isso estava relacionado ao discernimento / julgamento deles (Filipenses 1:9)
B. Aprovar significa testar, examinar, esquadrinhar - os cristãos devem provar todas as coisas (1 Tessalonicenses 5:21-22); se apegar à verdade e rejeitar todas as formas de erro
C. Excelente significa o que é valioso - os cristãos devem reconhecer o que é realmente importante (Filipenses 3:7, 11); valorizar a verdade (Provérbios 23:23), nossa alma (Mateus 16:26), nossa herança no céu (1 Pedro 1:4), e viver de acordo

5. Para que eles pudessem ser sinceros e irrepreensíveis

A. Por que os cristãos abundam em amor, têm conhecimento e discernimento e aprovam o que é excelente? - Para que sejam sinceros e irrepreensíveis
B. Sincero - significa ser puro, imaculado; Livre do pecado (1 João 2:1, Romanos 6:11, 18)
C. Irrepreensível – não é a mesma palavra frequentemente traduzida como sem culpa (não pode ser acusado de pecado); esta palavra significa não fazer tropeçar, trata-se de remover qualquer impedimento de servir a Deus (Hebreus 12:1)

6. Para que eles pudessem ser cheios com o fruto da justiça

A. Ser sincero (livre do pecado) e irrepreensível (sem impedimento em nosso serviço a Deus) produz isto - ser cheio do fruto da justiça
B. O que é justiça? - O estado de ser justo diante de Deus; O padrão de justiça é encontrado na palavra de Deus (Romanos 1:16-17); Devemos praticá-lo (1 João 3:7)
C. Qual é o fruto da justiça? - O que é produzido por nossa obediência à palavra de Deus; Semelhante ao fruto do Espírito (Gálatas 5:22-23); Outros podem ver nossas boas obras (Mateus 5:16)

Conclusão

A. A oração de Paulo pelos Filipenses deve ser nossa oração por nós mesmos e nossos irmãos
B. Abunda no amor - amor que se baseia no conhecimento real e no discernimento apropriado
C. Aprovar o que é excelente – permanecer na verdade e rejeitar o erro para ser sincero e irrepreensível
D. Praticar a justiça - seguir a palavra de Deus em tudo o que fazemos

Nenhum comentário:

Postar um comentário