BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 24 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Devocionais Diários

Devocionais Diários


Um Chamado Cumprido

Posted: 28 Nov 2016 06:01 PM PST

"Estêvão, homem cheio da graça e do poder de Deus, realizava grandes maravilhas e sinais entre o povo." (Atos 6:8)

Estevão, um dos líderes não reconhecidos da igreja, era um garoto jovem com muita promessa em sua vida. Por conta da sua fidelidade, foi selecionado para ser diácono na igreja antiga.

Muitos provavelmente pensavam que Estevão tinha um grande ministério à sua frente, pois era muito jovem ainda. Por causa da sua pregação, todavia, ele foi chamado diante do Sinédrio Judeu para prestar contas. O Sinédrio era como a Suprema Corte daqueles dias. Seus membros eram homens muito poderosos. Eles não gostavam da pregação de Estevão sobre Jesus Cristo ser o Messias e o chamaram para explicar a situação.

Se Estevão tivesse tomado cuidado, ele teria podido voltar para jantar em casa naquele dia, mas ao invés disso, esse jovem rapaz viu uma possibilidade de alcançar e tocar o Sinédrio com o Evangelho. A Bíblia diz que seu rosto brilhou como o de um anjo (ver Atos 6:15), e começou a pregar para eles. Mas enquanto Estevão pregava, eles se sentiram ultrajados e decidiram matá-lo. Então o apedrejaram até a morte. E mesmo com sua vida sendo tirada, ele disse: "Senhor, não os consideres culpados deste pecado." (Atos 7:60

Acredito que foi o testemunho de Estevão que trouxe Saulo de Tarso, que mais tarde tornar-se-ia Paulo, sob a convicção do Espírito Santo. Pois logo após a morte de Estevão, Saulo saiu para caçar cristãos. 

Isso é o que devemos lembrar: Não sabemos quanto tempo de vida temos. Todos temos uma tarefa a completar, um chamado a cumprir. E a extensão de nossas vidas não é determinada por genes ou estatísticas, mas por Deus. Então nosso objetivo deveria ser nos manter no alvo e fazer o que Deus definiu para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário