BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Devocionais Diários

Devocionais Diários


O Que Deus Uniu

Posted: 12 Oct 2016 08:01 PM PDT

"E disse: 'Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne. Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe". (Mateus 19:5-6)

Vivemos numa cultura que não só faz concessões ao adultério, mas também o estimula de muitas formas diferentes. Há até websites para ajudar pessoas a ficarem impunes na infidelidade. Mas imoralidade sexual é coisa relevante para Deus.

Quando os fariseus tentaram por Jesus à prova no assunto do divórcio, uma das perguntas que fizeram foi: "Por que Moisés mandou dar uma certidão de divórcio à mulher e mandá-la embora?" (Mateus 19:7).

Jesus lhes disse: "Moisés lhes permitiu divorciar-se de suas mulheres por causa da dureza de coração de vocês. Mas não foi assim desde o princípio. Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério" (versículos 8-9).

Há uma concessão para ocorrer o divórcio, que é a imoralidade sexual. Ela viola a unidade entre marido e mulher. O apóstolo Paulo disse: "Vocês não sabem que aquele que se une a uma prostituta é um corpo com ela? Pois, como está escrito: 'Os dois serão uma só carne'" (1 Coríntios 6:16).

Apesar disso, o adultério não é só oportunidade de divórcio, mas também de perdão. Já vi casamentos sobreviverem ao adultério. Já vi, como consequência, casamentos até prosperarem após o adultério. Mas isso - de forma alguma - o justifica. O adultério nunca é bom. Quebra-se a confiança e leva-se anos para recuperá-la. O adultério é muito nocivo; mas, ainda assim, o casamento pode sobreviver a ele.

Se você é casado, pode ser tentado a infringir seus votos. Mas não alimente esses pensamentos. Em vez disso, com o poder de Deus agindo em sua vida, faça um esforço para manter forte o seu casamento e fazer de sua mulher ou marido seu melhor amigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário