BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 24 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Conteúdo Cristão de Qualidade: Blog Esboçando Ideias

Conteúdo Cristão de Qualidade: Blog Esboçando Ideias

Link to Esboçando Ideias

5 coisas que você tem de saber sobre o diabo para derrotá-lo

Posted: 18 Oct 2016 03:20 AM PDT

De todos os inimigos que temos, certamente aquele que mais é citado na Bíblia é o diabo. Ele é mencionado como nosso grande opositor. Ele é tão ousado que tentou até mesmo Jesus Cristo, buscando frustrar a missão de Jesus de morrer pelos nossos pecados.

Leia também: O que significa diabo, lúcifer, satanás, demônio, maligno

Ele é tão baixo que até mesmo quando Cristo estava se esvaindo em sangue na cruz, ele lançou tentações pela boca de homens malignos para instigar Cristo a descer daquela cruz e fracassar em sua missão: "Ó tu que destróis o santuário e em três dias o reedificas! Salva-te a ti mesmo, se és Filho de Deus, e desce da cruz!" (Mateus 27:40).

Por isso é tão importante conhecermos bem a ação desse inimigo para vencê-lo. A Bíblia nos dá algumas dicas preciosas que nos levam a vitória sobre o maligno. São coisas importantes a saber sobre ele que nos faz, com a ajuda de Deus, superar, assim como Cristo, as mais difíceis tentações do maligno sobre a nossa vida.

5 coisas que você tem de saber sobre o diabo para derrotá-lo

5 coisas que você tem de saber sobre o diabo para derrotá-lo

(1) O diabo é nosso adversário

"…O diabo, vosso adversário…" (1 Pedro 5:18). Pode parecer óbvio, mas existem pessoas que não creem na existência do diabo. Ou mesmo nem sequer se lembram em seu dia a dia que existe um inimigo trabalhando para derrubá-las. Isso faz com que elas não o percebam, nem o notem da forma necessária para vencê-lo. Se você sabe que existe na rua de sua casa um ladrão que está querendo invadir sua casa, o que você faz? Se prepara e fica mais atento! Mas se você acha que nada vai acontecer, que esse ladrão será bondoso com você, que irá te poupar, que não irá te assaltar, ou que ele já foi embora, você acaba baixando a guarda e abrindo brechas para a ação dele. E a sua ruína será grande!

Leia também: 7 dicas para vencer as mais difíceis tentações da carne

(2) O diabo está nos observando

"O diabo, vosso adversário, anda em derredor…" (1 Pedro 5:18). Na maioria do tempo o diabo não faz barulho. Andar em derredor é um ato de observação. O leão, quando deseja uma presa para se alimentar, costuma começar a sua caça pela observação. Ou seja, ele anda à procura de sua vítima e a observa para que tenha a certeza de qual a melhor forma de atacar e de qual é o momento certo de fazer isso. Ele observa a vida da presa, como age, se é atenta ou distraída, se é cuidadosa em seu andar, etc. Após andar ao derredor e ter todas as informações necessárias ele está pronto para o ataque. Saber disso nos ajuda a termos uma vida mais cuidadosa, uma vida mais próximos de Deus, que é o nosso pastor protetor.

(3) O diabo, apesar de esperto, sempre deixa rastros

"O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge…" (1 Pedro 5:8). O maior trunfo do leão na hora de caçar é a distração da sua vítima. Um animal bem atento vai conseguir observar os rastros do leão, ou seja, onde ele age, como ele gosta de agir, como se camufla, os pequenos e grandes barulhos que faz em seu deslocamento, as armadilhas que costuma preparar. A ação do diabo é manjada, mas muitos ainda caem nela. Nós conhecemos as nossas fraquezas e como o diabo gosta de as explorar. Por isso, precisamos de atenção para os rastros da ação maligna. Por exemplo: você é um homem e tem fraqueza na área sexual? Saiba que é exatamente ali que o diabo vai atuar quando você estiver distraído! Observe os rastros, os rugidos e vai perceber onde ele está e conseguirá fugir! Seja distraído e será apanhado por ele.

(4) O diabo nos vence quando estamos fracos e distraídos

O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar" (1 Pedro 5:8). A regra número um dos leões caçadores é procurar uma vítima que seja a mais fraca do grupo. Ou seja, aquele que tem um problema na perna, que está mancando, que está mais magro, que é mais distraído, etc. Quando o diabo nos observa e nos acha fracos somos uma presa fácil para ele. Ficamos fracos quando estamos em pecado, quando não damos o devido valor a Deus e a obra, quando não dedicamos tempo a nossa vida espiritual, quando nos afastamos do Senhor, nosso pastor. É nesse momento que somos uma presa fácil e somos devorados!

Leia também: Os 3 segredos de Jesus para ser forte e vigoroso em todas as áreas da vida

(5) O diabo não consegue vencer quem está atento

"Sede sóbrios e vigilantes…" (1 Pedro 5:18). Apesar de toda a esperteza do diabo, não precisamos ter medo dele, pois Deus nos deu a chave da vitória. Ser sóbrio é ser cuidadoso e estar alerta. O vigilante é alguém que está focado na batalha, na proteção daquilo que está protegendo. Por isso, o diabo não consegue vencer aqueles que são cuidadosos com suas vidas com Deus, alertas com o cumprimento da vontade do Pai e que são vigilantes nas fraquezas que sabem que têm. Esses não conseguem ser vencidos por este leão.

Jesus nos mostrou como se vence esse leão. Leia Mateus 4:1-11 e verá, na prática, Jesus travando uma batalha contra o inimigo que buscava devorá-lo; o inimigo foi vencido pela sobriedade e vigilância firme de Jesus! Jesus nos mostrou como é que se faz, agora devemos fazer!

O post 5 coisas que você tem de saber sobre o diabo para derrotá-lo apareceu primeiro em Esboçando Ideias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário