BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

KAIROS Ministério Missionário

KAIROS Ministério Missionário


A TUTELA DA LEI E A JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ

Posted: 16 Sep 2016 01:00 AM PDT

ESTÁVAMOS SOB A TUTELA DA LEI ATÉ QUE VIESSE A JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ. VEJAM:

"Mas a Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, para que a promessa pela fé em Jesus Cristo fosse dada aos que creem" (Gl 3.22)

"Mas, antes que viesse a fé, estávamos guardados debaixo da lei, encerrados para aquela fé que se havia de revelar" (3.23).

"De modo que a lei se tornou nosso aio, para nos conduzir a Cristo, a fim de que pela fé fôssemos justificados"(3.24).

"Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio"(3.25).

"Pois todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus"(3.26).

"Encerrou tudo"(3.22) – A lei encerrou os homens em sua prisão, assim lhes transmitindo um senso de culpa e do poder do pecado. A fé (3.23) – A fé referida no verso 22, a fé que justifica. "Estávamos sob" – O tempo verbal imperfeito descreve a atividade incessante da lei como carcereira".

"A lei nos conduziu a Cristo, em Quem pudemos encontrar justificação, mediante a fé. O estado de tutela pertence ao passado: temos nos tornado espiritualmente adultos, atingindo a estatura de filhos e herdeiros de Deus".

"Aio"(3.24) Tutor. A lei agia como tutor-escravo para conduzir-nos a Cristo. Desse modo a lei nos orientava como nosso "paidagogos", orientador de crianças, de qual termo se origina a palavra portuguesa pedagogo... A função da lei termina quando nos tem conduzido a Cristo e nos deixa entregues em Suas mãos, não meramente para receber instrução, mas, acima de tudo, para recebermos redenção, que inclui a completa filiação" (Comentários de "O Novo Comentário da Bíblia").

"Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus. Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim, e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim. Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça [justificação] provém da lei, segue-se que Cristo morreu em vão" (Gl 2.19-21). 

"Todos os crentes foram crucificados com Cristo na cruz. Morreram para a Lei como meio de salvação, e agora vivem para Deus por meio de Cristo, Por causa da salvação em Cristo, o pecado já não tem domínio sobre eles" (Comentários da Bíblia de Estudo Pentecostal).

Pr. Airton Evangelista da Costa

Por Litrazini

Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário