BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS


A carga de terra de Naamã

Posted: 11 Aug 2016 08:00 PM PDT


II Reis 5: 17

17 E disse Naamã: Se não queres, dê-se a este teu servo uma carga de terra que baste para carregar duas mulas; porque nunca mais oferecerá este teu servo holocausto nem sacrifício a outros deuses, senão ao Senhor.

          INTRODUÇÃO

         
Naamã, comandante do exército do rei da Síria, era grande homem diante de seu senhor e de grande conceito, porém era leproso. Certo dia, uma menina da terra de Israel, capturada em uma das campanhas do exército da Síria, e que estava a serviço da mulher de Naamã, disse à sua senhora: "Tomara o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra". Esta palavra chegou ao conhecimento de Naamã através de sua mulher, e este foi ter com o rei da Síria, o qual lhe falou: "Vai, anda, e enviarei uma carta ao rei de Israel".


          DESENVOLVIMENTO

         
Naamã se preparou e partiu levando consigo dez talentos de prata, seis mil ciclos de ouro e dez vestes festivais, juntamente com a carta do rei da Síria. Tendo lido a carta, o rei de Israel rasgou os seus vestidos e disse: "Acaso sou Deus com poder de tirar a vida ou dá-la, para que este envie a mim um homem para eu curá-lo de sua lepra? Notai e vede que procura um pretexto para romper comigo".

         
Ouvindo, porém, Eliseu, homem de Deus, que o rei de Israel rasgara as suas vestes, mandou dizer ao rei: "Porque rasgaste as tuas vestes? Deixa-o vir a mim e saberá que há profeta em Israel".

         
Veio, pois, Naamã com os seus cavalos e os seus carros e parou à porta da casa de Eliseu, o qual lhe enviou um mensageiro, dizendo: "Vai, lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne será restaurada e ficarás limpo". Naamã, porém, muito se indignou e se foi, falando da sua decepção com o rei de Israel e agora com o profeta Eliseu, pois as coisas não tinham acontecido como ele imaginava. No caminho, um dos seus servos passou a aconselhá-lo dizendo: "Meu pai, se te houvesse dito o profeta alguma coisa difícil, acaso, não a farias? Quanto mais, já que apenas te disse: Lava-te e ficarás limpo".

         
Então, desceu e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne se tornou como a carne de uma criança, e ficou limpo.

         
Voltou Naamã ao profeta com toda a sua comitiva, e pôs-se diante dele dizendo: "Agora reconheço que em toda a terra não há Deus, senão em Israel". Depois lhe ofereceu um presente, mas Eliseu recusou aceitá-lo, apesar da insistência de Naamã.

         
Então ele disse ao homem de Deus: "Se não queres, peço-te que ao teu servo seja dado levar uma carga de terra de dois mulos; porque nunca mais oferecerá este teu servo holocausto nem sacrifício a outros deuses, senão ao Senhor".


          CONCLUSÃO

         
Por que Naamã desejou uma carga de terra de dois mulos, da terra de Israel? Por que ele não se interessou por outra coisa, talvez mais fácil de transportar, como um cântaro de água do Jordão, por exemplo?

         
Quando o Senhor introduziu o povo de Israel na terra prometida, disse a todos que aquela terra era a herança do Senhor para o seu povo, a qual não poderia ser vendida, mas que deveria ser passada de pais para filhos, por todas as gerações.

         
Naamã desejou uma carga de terra, porque entendeu que ela era a herança do Senhor para ele também, pois a partir daquele momento o Senhor seria o seu Deus. O que ele havia adquirido naquele dia, não era simplesmente uma cura, mas uma herança, uma salvação eterna que ele não trocaria por nada no mundo.

         
Quando temos uma experiência com o Senhor Jesus, o que deve permanecer nas nossas vidas, não é a simples lembrança da bênção, sem um compromisso de definição e transformação de vida. Deus não está operando na vida das pessoas para colocá-las numa religião depois disso, mas Ele está nos levando a entender que tem uma herança para nós, um projeto de Salvação que nos leva à Eternidade.

         

Esta herança deve permanecer conosco todos os dias da nossa vida, através da comunhão com o Senhor Jesus e da revelação que o Seu Espírito Santo tem nos dado a cada dia.

A capa de Elias

Posted: 11 Aug 2016 04:14 AM PDT



II Reis 2: 8-13

 INTRODUÇÃO

·     Eliseu foi chamado por Elias para a realização da Obra através de um gesto muito interessante: Elias colocou a sua capa sobre os ombros de Eliseu e ele deixou tudo e o seguiu
·     Elias: tipo do Senhor Jesus
·     Eliseu: tipo do servo fiel
·     A capa de uma pessoa era o que a identificava de longe quando ela estava passando
·     A capa de Elias sobre os ombros de Eliseu é tipo do Sangue de Jesus sobre a vida do servo, que ele passa a desfrutar desde o chamado (a conversão) e que o identifica como servo, tanto para o mundo, como para o Pai. É como se o servo passasse a ter a "identidade" de Jesus.


DESENVOLVIMENTO

·     Eliseu havia vivido uma experiência muito interessante: mesmo sabendo que Elias seria arrebatado, ele foi até o fim no intuito de receber uma bênção.

·     Eles passaram por vários lugares (Gilgal, Betel, Jericó e o Jordão), mas Eliseu soube esperar e ser fiel em busca da bênção - o servo fiel não abandona o Senhor Jesus um instante sequer e espera, que no momento certo a bênção vem.
·     Eliseu não deu ouvidos às muitas tentativas de demovê-lo do seu desejo de alcançar a bênção - o servo fiel enfrenta muitas situações e convites para deixar a Obra, mas ele não dá ouvidos e continua no caminho.

·     Elias abre o Jordão com sua capa -o Senhor Jesus tem realizado muitas maravilhas no meio da sua igreja e o servo fiel (Eliseu) tem acompanhado, visto de perto e até participado destas experiências (eles passaram juntos)
·     Elias pergunta: "...- o que queres que eu te faça?..."

·     A resposta de Eliseu:"... - porção dobrada do teu espírito sobre mim." - a bênção que o servo fiel almeja é sempre espiritual. O seu desejo deve ser sempre de crescer na presença do Senhor, de alcançar experiências mais profundas com Ele. O adversário tem usado força dobrada para derrubar o servo, por isso é necessária PORÇÃO DOBRADA do Espírito Santo sobre a sua vida.
·     "Coisa dura pediste..."- O preço para alcançarmos estas bênçãos foi muito alto e foi pago no calvário pelo Senhor Jesus

·     "...SE ME VIRES..."-  A condição para receber a bênção era VER Elias no exato instante em que ele seria arrebatado e que ninguém sabia exatamente qual seria este momento. - O servo luta, paga um preço por uma bênção,  só a receberá se estiver ATENTO ao Senhor e à sua Obra. Se Eliseu desviasse os olhos por um único instante de Elias, este poderia ser o momento em que ele seria arrebatado e Eliseu perderia aquela bênção.

·     A capa que fica- A confirmação da bênção na vida do servo, a prova visível de que ele alcançou aquilo que ele tanto almejava é o renovo da salvação, do primeiro amor (o chamado), é a marca do Sangue de Jesus na sua vida.
·     Eliseu passa a usar a capa de Elias- o servo fiel tem a identidade de Cristo.
·     Eliseu abre o Jordão com a capa- "...os sinais seguem aos que crêem..." - o servo usa as bênçãos que têm recebido do Senhor na realização da sua Obra.

 CONCLUSÃO



Muitas vezes nós almejamos bênçãos do Senhor (dons, o levantamento para um grupo, a instrumentalidade na casa do Senhor) e lutamos por isso, mas é preciso estar constantemente atentos porque, a qualquer momento, esta bênção virá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário