BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

sexta-feira, 15 de abril de 2016

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS


TRIGO NO LAGAR

Posted: 14 Apr 2016 08:00 PM PDT



 "Então, veio o Anjo do SENHOR, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o pôr a salvo dos midianitas." Juízes 6:11

1 -       Introdução

Eira: Era um terreno de terra e barro batido, muito semelhante aos terreiros de secagem de café. O trigo era espalhado e batido com varas para retirar a palha.
Lagar: Era o local onde se pisava as uvas. Normalmente era feito sobre uma rocha ou uma grande pedra. Eram construídas paredes formando uma espécie de tanque.

Os midianitas: Israel estava sob o domínio deste povo que esperava o período da colheita e roubava toda a produção, deixando apenas o mínimo para a sobrevivência do povo.

Trigo no lagar (Nova Posição): Gideão estava escondendo o trigo dos midianitas, pois eles procuravam nas eiras, uma vez que era a colheita de trigo e não de uvas.

Comentário

Trigo na Eira: É a Palavra sobre o barro, firmada na razão humana. É visível ao inimigo. No tempo em que temos vivido, esta forma de conhecer e viver a Palavra não está mais surtindo efeito, pois o Inimigo rouba todo o resultado do trabalho. Não há prosperidade no trabalho. O trigo ficava com cheiro da terra, é a palavra com as características do homem, comum, secularizada. Na razão o inimigo sempre vence o homem.

Trigo no Lagar: É o lugar onde a uva é pisada para produzir o vinho. Jesus também foi pisado e, assim, seu sangue produziu vida, nos garantindo a benção do Espírito Santo. É a Palavra Revelada. O trigo pegava o cheiro da uva. É a Palavra que tem o bom perfume de Cristo. A base da Palavra agora é a Rocha, é Jesus Revelado. O inimigo não tem acesso à Palavra Revelada, ele não tem argumentos contra ela. A Palavra Revelada é o segredo de Deus.

"Então, o Anjo do SENHOR lhe apareceu e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valente." Jz 6:12
"E ele lhe disse: Ai, Senhor meu! Com que livrarei Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu, o menor na casa de meu pai". Jz 6: 15
Homem valente: não importa a capacidade humana do servo, ele é considerado valente quando se envolve com o trabalho e alcança a revelação do projeto de Deus.
O Senhor é Contigo: O Senhor sempre estará com aquele que está na Revelação e envolvido com a Obra. Nossas qualidades humanas não interferem. Somos valentes porque o Senhor é conosco.

 "E todos os midianitas, e amalequitas, e povos do Oriente se ajuntaram, e passaram, e se acamparam no vale de Jezreel." Jz 6:33.

Vale de Jezreel: Local onde ficarão acampadas as tropas do AntiCristo na guerra de Armagedom. Momento de definição de nossa posição neste confronto.

2 -       Prova da Lã na Eira

a)        Lã molhada e a Eira Seca

 "eis que eu porei uma porção de lã na eira; se o orvalho estiver somente nela, e seca a terra ao redor, então, conhecerei que hás de livrar Israel por meu intermédio, como disseste. E assim sucedeu, porque, ao outro dia, se levantou de madrugada e, apertando a lã, do orvalho dela espremeu uma taça cheia de água". Jz 6:37-38

Lã na Eira: É Jesus que se apresentou no mundo como Cordeiro Perfeito.
Uma Taça cheia de água: Fala do sacrifício (espremeu) de Jesus que nos garantiu o cálice da nova aliança.

b)        Lã seca e a Eira molhada

 "Disse mais Gideão: Não se acenda contra mim a tua ira, se ainda falar só esta vez; rogo-te que mais esta vez faça eu a prova com a lã; que só a lã esteja seca, e na terra ao redor haja orvalho. E Deus assim o fez naquela noite, pois só a lã estava seca, e sobre a terra ao redor havia orvalho". Jz 6:39-40
Orvalho em redor: É o Seu Espírito sendo derramado sobre toda a carne, depois do sacrifício de Jesus.

3 -       Seleção dos Soldados

Gideão anuncia o projeto de salvação para o povo. São chamados 32.000 homens de todas as tribos. A Igreja hoje também anuncia o projeto de salvação para o homem. Muitos têm comparecido aos cultos e às reuniões.
Gideão avisa ao povo que a luta será difícil e pesada. Depois que atende a este primeiro chamado o homem toma conhecimento que terá uma batalha contra a carne. Será necessário se envolver com a Obra, com os cultos e cuidar de seu testemunho.

" ...Retire-se da região montanhosa de Gileade...". Jz 7:3

Descer para o Vale: Quem não tem compromisso com o Senhor acaba descendo para o vale, onde está acampado o inimigo. Como aconteceu na parábola do bom samaritano. Um homem descia de Jerusalém para Jericó e foi atacado e assaltado. Os midianitas que estavam acampados no vale de Jezreel também iriam atacar e roubar o povo.
Quando homem começa a fazer o caminho de volta, rapidamente o adversário rouba tudo o que ele conseguiu com o Senhor.

" ...voltaram vinte e dois mil...". Jz 7:3

O Senhor nunca contou com grandes multidões para realizar a sua Obra. Jesus quando partiu deixou uma Igreja de menos de 120 pessoas.

c)        Prova das águas

" ...descer o povo às águas...". Jz 7:4
300 ajoelharam e pegavam a água com a mão.
Ajoelharam: sabem qual a sua posição durante a prova.
Cabeça erguida: vigiando sempre. Não abaixam a cabeça na hora da luta. Sabem que o adversário está perto.
Com a mão: envolvido todo o tempo com o trabalho da Obra. Seu trabalho está intimamente ligado com a sua salvação.

4 -       Sonho do midianita.

" ...um pão de cevada torrado...". Jz 7:13
Pão de cevada torrado: palavra provada pelo fogo do Espírito, palavra revelada.
De cima: as orientações vêm do Senhor.
Tenda: coração do homem
Comandante: a razão que comanda a vida do homem.
Nesta hora só a revelação consegue atingir o coração do homem e desfazer o governo da razão.

5 -       Armas da batalha.

" ..., cântaros vazios contendo tochas acesas...". Jz 7:16
Tochas acesas: é o fogo do Espírito Santo que aquece e ilumina a vida do servo.
Cântaro vazio: é o servo que se esvazia de sua razão e de sua natureza e nega-se (quebra) a se mesmo para que apareça somente a luz do homem espiritual.
: é a missão da Igreja, anunciar a salvação em Jesus.

Comentário Final

A vitória foi dada a Gedeão não no campo de batalha, mas no seu chamado, quando o anjo disse "O Senhor é contigo". A nossa vitória está sempre garantida, porque o Senhor é por nós. Ele nos acompanha em toda a nossa caminhada.
A vitória não foi de super-homens, mas de servos definidos pela Obra do espírito Santo.
Restaram uns poucos midianitas que o povo teve que perseguir e matar. As maiores batalhas são travadas pelo Senhor, mas as pequenas Ele tem confiado a seus servos. Como, por exemplo, o Senhor muda nosso coração em pecado, nos transformando em novos homens. Mas a luta para mudar nosso temperamento é travada diariamente por nós.


SE O SENHOR NÃO EDIFICAR....

Posted: 14 Apr 2016 11:41 AM PDT




Salmos 127:1 - ¶ [cântico dos degraus, de Salomão] Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. 

Casa mal planejada termina em casa sem segurança e sem funcionalidade. É o que Salomão nos explica: "se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção. Se não é o Senhor que vigia a cidade, será inútil a sentinela montar guarda" (Salmo 127:1).

A partir de objetivos pré-estabelecidos, arquiteto e engenheiro planejam o conjunto da obra. E, também, explicitam a matéria prima a ser usada, bem como as técnicas que permitam a concretização do projeto. De acordo com Salomão, nas construções de nossa existência pessoal, o Senhor desempenha o papel de arquiteto, de construtor e de energizador dos processos.

Quando usurpamos as responsabilidades que pertencem a Deus, automaticamente condenamos ao fracasso a construção de nossa vida pessoal. E, como consequência, também impedimos o êxito das pessoas e instituições com as quais nos relacionamos. E porque permitimos tanto desperdício espiritual? Porque, na quase maioria dos casos, o desmoronamento das pessoas e das coisas não acontece imediatamente. Jesus declarou: "sem Mim, nada podeis fazer" (João 15:5). Evidentemente, o Senhor não se referia ao nosso superativismo religioso. Sem depender do Cristo, o que fazemos é contrafação, é imitação barata, é factoide. Se é que queremos a solidez da rocha, a única saída bíblica é mesmo obedecer aos planos do Senhor.


Se o Senhor não edificar...  |  Pr. Olavo Feijó

Nenhum comentário:

Postar um comentário