BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

domingo, 10 de abril de 2016

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS

BÍBLIA A PALAVRA DE DEUS


SERVO DEVEDOR

Posted: 09 Apr 2016 08:00 PM PDT


INTRODUÇÃO

"Assim, pois, irmãos, somos devedores." (Romanos 8.12)
Como criaturas de Deus, todos somos devedores a Ele. 

Devemos-Lhe obediência de toda nossa alma e de todas as nossas forças. Tendo desobedecido os mandamentos dele, conforme todos o fazemos, somos devedores à sua justiça. Devemos a Deus muito mais do que somos capazes de pagar. Porém, o crente nada deve à justiça de Deus, porque Cristo pagou a dívida que seu povo tinha para com ela. Por essa razão, o crente deve amá-Lo cada vez mais. Sou devedor à graça de Deus e à misericórdia perdoadora, mas não sou devedor à justiça dele, visto que Ele nunca me acusará de uma dívida que já foi paga. Cristo disse: "Está consumado!" (João 19.30). Por meio destas palavras, Ele estava afirmando que toda a dívida de seu povo foi removida do seu livro de recordação. Cristo satisfez completamente a justiça de Deus. A conta está liquidada. O escrito de dívida foi pregado na cruz, o recibo foi dado, e não somos mais devedores à justiça de Deus. Mas, assim, por não devermos mais à justiça de nosso Senhor, nos tornamos dez vezes mais devedores do que nos tornaríamos em quaisquer outras circunstâncias.

Crente, pense por um momento. Quão devedor você é para com a soberania de Deus! E muito mais você deve ao amor de Deus! Ele deu o seu próprio Filho, a fim de que morresse por você. Considere o quanto você deve à graça perdoadora de Deus. Mesmo depois de tantas afrontas, Ele o ama tão infinitamente quanto antes. Considere o que você deve ao poder de Deus. Ele o resgatou da morte e do pecado e preserva sua vida espiritual. Considere o quanto Ele já lhe preservou de cair; e como você tem conseguido prosseguir em seu caminho, mesmo tendo milhares de inimigos lhe cercando. Pense sobre o quando você deve à imutabilidade dele. Embora você tenha mudado tantas vezes, Ele nunca mudou. Você está tão profundamente em débito com cada atributo de Deus quanto poderia estar. A Deus você deve tudo o que é e possui. Entregue a si mesmo como "sacrifício vivo"; isso nada mais é que o seu "culto racional" (Romanos 12.1).


CONCLUSÃO

Colocado dessa forma, concordo plenamente.

Temos uma impagável dívida de gratidão.

Porém, não devemos nada à justiça de Deus, pois "havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo" (Colossenses 2:14 -15).

Não é falta de humildade da minha parte afirmar que não devemos nada, é o mero reconhecimento que alguém desceu da glória, se fez carne e pagou essa dívida impossível de ser paga por nós (Salmo 49:8).

Sou eternamente grato e me rendo a Ele, o autor e consumador da minha fé.

Não devemos nada a homem algum, mas tudo a Jesus, ao nosso Pai Eterno, criador do Universo e ao Seu Santo Espírito.

Porque dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas (Romanos 11:36).

Amém.


Cavaleiro Veloz do Bem

JUNTO AO POÇO: REBECA, TIPO DA IGREJA FIEL

Posted: 09 Apr 2016 12:34 AM PDT


TEXTO BASE: GÊNESIS 24:16

"E a donzela era mui formosa à vista, virgem, a quem homem não havia conhecido; e desceu à fonte, e encheu o seu cântaro e subiu".

INTRODUÇÃO

Na antiguidade a possessão de poços era de muita valia, algo tão importante que havia até conflitos armados, desavenças por causa deles. Estas desavenças muitas das vezes só se resolviam por acordos ou alianças como se deu com Abraão e Abimeleque.

Cavar poços era como buscar um bem precioso, mais precioso do que o ouro, pois na Palestina as chuvas se davam mais no período do inverno, por isso que a água tornava-se difícil de ser achada, era uma riqueza possuir os poços, sustento da vida pessoal, familiar e dos animais.

Abraão cavou vários poços e seu filho Isaque, seguiu o seu trabalho e tornou-se um homem próspero. Deus o abençoou.

"Eu Sou o Deus de teu pai, não temas, porque eu sou contigo, abençoar-te-ei…". (Gênesis 26:24).

DESENVOLVIMENTO

Cabia às mulheres ir ao poço para tirar água para as tarefas da casa e para os animais.

Na Palavra de Deus vemos exemplo de mulheres que foram encontradas junto ao poço.

No Velho Testamento temos exemplo de Rebeca. Gênesis 24 nos relata sua ida ao poço pela tarde (horário em que se ia ao poço tirar água).

Rebeca era uma jovem muito formosa, trabalhadora, prestativa. Cuidava das ovelhas de seu pai. Era uma serva do Senhor.

Uma serva que foi encontrada por Eliezer (tipo do Espírito Santo), ele fora as terras da parentela de Abraão para procurar uma esposa para o filho do Seu Senhor.

Eliezer ora a Deus e pede um sinal "Seja, pois, que a donzela a quem eu disser: abaixa agora o teu cântaro para que eu beba; e ela disser: Bebe, e também darei de beber aos teus camelos, esta seja a quem designaste ao teu servo Isaque; e que eu conheça nisso que fizeste beneficência a meu senhor." Gênesis 24:14.

A jovem que seria a esposa de Isaque deveria estar junto ao poço (lugar de trabalho, lugar de benção). Ele pediu um bom encontro, queria que estivesse no projeto de Deus para o povo. Ele orou dizendo: "Ó Senhor dá-me um bom encontro": uma oração comprometida com a vontade de Deus.

Rebeca estava atenta à voz de Eliezer, o enviado de Abraão, assim como a igreja fiel está atenta à voz do Espírito Santo. Quando Eliezer se dirigiu a ela pedindo água, imediatamente se prontificou em dar de beber a ele "beba meu senhor" disposta a servir, preparada para aquele encontro, atenta ao que se passava ao seu redor, como a igreja está atenta a vontade do Pai, revelada pelo Espírito Santo.

Rebeca teve este bom encontro porque estava junto ao poço, na dependência do Senhor, na revelação, no projeto do Pai. Aplicação profética: A Igreja vai ter um bom encontro se estiver junto ao poço. A posição de serva fiel é estar junto ao poço atenta a Voz do Espírito Santo e disposta ao trabalho.

Rebeca oferece voluntariamente a dar água aos camelos, pois dar água aos camelos é trabalho árduo. Eram dez camelos, e os camelos bebem muita água, mas ela estava disposta ao trabalho, dar de beber a todos, dessedentar a sede de todos necessitados.

Aplicação profética: O trabalho da serva é este, buscar água no poço, na profundidade do projeto do Pai. Jesus é este poço, junto dele encontraremos fontes de águas.

Rebeca recebe de Eliezer recompensas em joias preciosas. Aplicação profética: A recompensa vem do Senhor para o fiel, o trabalho é feito com voluntariedade, com dedicação, com amor e o Senhor se apercebe e as bênçãos espirituais são derramadas, salvação, dons do Espírito Santo e renovo da fé.

O trabalho das Senhoras que também é um trabalho junto ao poço, nos tem enriquecido com riquezas espirituais e as demais coisas nos tem sido acrescentadas. (Lucas 12:31).

Rebeca uma serva definida, sabia da sua decisão, quando lhe perguntaram se ela iria com Eliezer ela respondeu: Irei.

"Iras tu com este varão? Ela responde: Irei". (Gênesis 24:58).

CONCLUSÃO

O Espírito Santo tem chamado servas dispostas a ouvir o Seu Chamado, a ir ao poço buscar água. Água para dessedentar a sua casa e ao seu próximo, para um trabalho voluntário em amor, trabalho de alimentar, amar aqueles que nos cercam, aqueles que são nossos e todos os necessitados, ao trabalho de visitação, ao trabalho de socorro, as idas as reuniões, as intercessões, o louvor, o uso dos dons espirituais.

Mulheres dispostas, humildes na posição de busca, que descem diariamente a poço, que se encurvam, que estão junto ao poço, Jesus.

Para Israel o poço de Jacó tinha uma grande importância, dessedentar a sede, para a Igreja o poço tem a mesma importância, a mesma função, mas agora satisfazer a sede da alma. Jesus se posiciona como o "poço", ele é a própria fonte das águas. Jesus, a água que nos dessedenta, que nos revigora que nos recompensa com o seu amor, graça, misericórdia e bens espirituais.

Mulheres prontas a dizer: "Eu irei".

"E antes que eu acabasse de falar no meu coração, eis que Rebeca saía com seu cântaro sobre o seu ombro, e desceu a fonte, tirou água; e eu lhe disse: Ora, dá-me de beber". (Gênesis 24: 45).

"E ela se apressou, e abaixou o seu cântaro de sobre si, e disse: Bebe, e também darei de beber aos teus camelos; e bebi, e ela deu também de beber aos camelos". (Gênesis 24: 46).

Obs.: É recomendável a leitura de todo o capitulo 24 de Gênesis.


Wallace Oliveira Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário