BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Lista de Tarefas



"Logo em seguida, Jesus insistiu com os discípulos para que entrassem no barco e fossem adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia a multidão." (Mateus 14:22)

Embora Jesus já soubesse da tempestade que se aproximava, Ele disse aos Seus discípulos: -"Vão para o outro lado" (Mateus 14:22). Jesus mandou-lhes para o outro lado do Mar da Galileia porque sabia que havia uma lição a ser aprendida. Ele sabia que eles chegariam em segurança à outra margem. Por isso, permitiu que fizessem a travessia no meio de uma tempestade. Podemos dizer que atravessar aquela tempestade fazia parte da "lista de tarefas" dos discípulos naquele dia.

A vida é assim. Nem sempre sabemos quando virá uma tempestade. Não sabemos o momento em que uma tragédia acontecerá. Não sabemos quando seremos atingidos por uma crise, nem tampouco quando um momento de grande sofrimento aparecerá em nossas vidas. Mas Deus sabe. E Ele sabe também quando estaremos prontos para enfrentar essas coisas.

Então, eis a questão:
- Quando iremos enfrentar tempestades em nossas vidas?
É sabido que, em algum momento de nossas vidas, enfrentaremos tais tempestades. Colocando isso num contexto bíblico: a tempestade virá para todos, cristãos e não cristãos. Tempos difíceis ocorrem para todos, mas para aqueles que andam com Deus existe esta promessa: "Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito." (Romanos 8:28). Seja lá pelo que for que estejamos passando, em Sua maravilhosa provisão, Deus irá usar essa situação para o nosso próprio bem.

Pessoas corajosas se parecem com aqueles saquinhos de chá. Não conhecemos sua força até que estejam em água fervente. É preciso coragem para passar por desafios. É preciso coragem para dizer: "Assumi o compromisso de seguir Jesus. Não irei desistir. Irei atravessar e chegar no outro lado."

Discipulado - Frutificando






Discipulado - Frutificando


"Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça, a fim de que o Pai lhes conceda o que pedirem em meu nome. " (João 15:16)

Interessante que algumas expressões são incorporadas ao nosso vocabulário sem que a gente perceba ou questione. Jesus escolheu seus primeiros discípulos, não foi escolhido por eles. Às vezes fica parecendo que cremos no contrário.

Como fomos por Ele escolhidos, temos de assumir um papel assim compatível e igualmente assumir o objetivo para isso ter sido feito, como este versículo apresenta. Quando somos escolhidos por Ele somos chamados para dar fruto, muito fruto, mas principalmente frutos que permaneçam.

É verdade que podemos dar diversos tipos de frutos, com bastante respaldo bíblico - arrependimento (Mateus 3:8), frutos do Reino (Mateus 21:43), justiça (Filipenses 1:11), frutos do evangelho (Colossenses 1:6)... Mas qual é o fruto que permanece? E que permanecendo glorifica ao Pai? E frutos que demonstrem a qualidade da árvore que nos tornamos, que demonstram e evidenciam nosso chamado.

Na minha opinião nenhum fruto supera as almas ganhas para o Reino, cujos joelhos se dobram diante da cruz. Isso por uma série de motivos: Jesus fez muito disso (devemos dar o mesmo fruto que Ele); almas eternamente com Deus (mais duradouro impossível); a Bíblia mostra isso (Colossenses 1:6) e assim por diante.

Não creio que todos nós tenhamos chamado ou vocação para sermos evangelistas altamente produtivos do ponto de vista numérico, mas creio sim que todos nós somos chamados para frutificar. Se não nos dispusermos a dar alguns frutos, jamais cumpriremos aquilo que nos fez ser chamados. Fomos escolhidos para isso, não acredito que sejamos totalmente incapazes. Seja uma pessoa por ano, todos podemos dar fruto. Almas permanecerão, os prédios ruirão, as línguas cessarão, a sabedoria desaparecerá.

Discípulo faz o que mestre faz e o que o mestre manda. Se Jesus frutificou e disse que fomos escolhidos para isso, a mim basta. Andemos, meu irmão, andemos e frutifiquemos.

"Senhor, eu quero aprender a frutificar para Ti como foi propósito desde que fui escolhido. Ajuda-me a saber como fazer isso e a ter a coragem necessária para realizar."

Mário Fernandez

Deixe o seu comentário no site: http://www.ichtus.com.br/dev/2013/08/29/discipulado-frutificando/









quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Um Pequeno Gesto E Um Grande Brilho



Um Pequeno Gesto E Um Grande Brilho
"Todos os vossos atos sejam feitos com amor" (1 Coríntios
16:14).


"Eu moro em um prédio de muitos apartamentos. Um de meus
vizinhos, não sei por qual motivo, não escondia sua aversão
por mim. Não foram raras as vezes em que, ao me ver, batia o
pé, olhava-me de cara feia e virava-se, afastando-se
imediatamente. Apesar de eu crer que nunca lhe fizera mal
para justificar suas atitudes, aquilo me incomodava muito.
Resolvi adquirir um dos livros do Para Refletir e, ao
recebê-lo, procurei o vizinho em questão. Ao perceber minha
aproximação, preparou-se para deixar o local, mas,
chamei-lhe com insistência. Ele me encarou e eu lhe disse:
"Eu trouxe um presente para o senhor". Ele ficou muito
surpreso e, recebendo o livro que eu trazia na mão,saiu
imediatamente. Logo pela manhã, no dia seguinte, ouvi a
campainha da porta e, ao abri-la encontrei meu vizinho. Ele
me disse: "Fiquei irritado ao receber seu presente, ontem.
Pensei em jogá-lo fora mas, curioso, resolvi ler um pouco de
seu conteúdo. Confesso que não pude interromper a leitura.
Só fui dormir as 3 da manhã, após ler a última página. Vim
aqui para lhe pedir perdão e agradecer. Seu presente foi
maravilhoso". E aquele vizinho que me odiava é, hoje, um dos
melhores amigos no prédio onde moramos." (leitora do Para
Refletir)


Quais têm sido nossas atitudes quando nos tratam mal?
Reagimos da mesma maneira? Envergonhamos o nome de nosso
Senhor Jesus Cristo? Perdemos a bênção por não testemunhar
do amor que, um dia, transformou nossas vidas?


Se agimos em conformidade com o mundo, somos mundanos e não
cristãos. Se não somos capazes de iluminar o ambiente em que
vivemos, como poderemos proclamar que Cristo vive em nós? Se
aqueles que não têm o Salvador no coração forem tratados sem
amor, que esperança haverá para eles?


A irmã de nossa história comprou um livro e deu a seu
vizinho, e, muito mais que isso, mostrou a ele que era
diferente, que era feliz por ser diferente, e seu amor
cristão fez dele um homem diferente.


Aquele prédio de apartamentos ficou mais iluminado a partir
daquele dia. O homem, com certeza, encontrou a felicidade de
que tanto necessitava.
 

Blog do Para Refletir. Faça uma Visita!
Blogger
Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet! Visite minha homepage:
Escuro Iluminado

Assine a Lista de Reflexões
Caso você deseje receber as reflexões diárias diretamente em sua mailbox, preencha o campo abaixo com seu email e clique o botão enviar.
Clique aqui para assinar 

[Estudos Bíblicos] Bom Senso


[Estudos Bíblicos] Bom Senso

Link to Estudos Bíblicos

Posted: 28 Aug 2013 06:10 PM PDT
Bom Senso“Tens feito bem ao teu servo, SENHOR, segundo a tua palavra. Ensina-me bom juízo e conhecimento, pois creio nos teus mandamentos." (Salmo 119.65,66) Quando o […] [continue lendo]

Compartilhe: no Facebook - no Twitter - Comente! - Dúvida? Faça sua pergunta

Um Trabalho Especial



"Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos." (Efésios 2:10)

Ao visitar uma área de corte de madeiras no noroeste do Pacífico, um viajante ficou interessado em saber como as toras eram escolhidas pela indústria moveleira. Enquanto as toras vinham descendo pelo rio, um especialista alcançava, puxava e prendia uma tora. Às vezes ele esperava alguns minutos até chegar outra que lhe agradasse.Não parecia haver qualquer ritmo ou razão para suas escolhas.

Depois de um tempo observando, o visitante disse-lhe:
-"Eu não consigo compreender o que você faz."
Ao que ele respondeu:
-"Essas toras podem parecer idênticas para você mas eu posso reconhecer que algumas são um pouco diferentes". As que deixo passar cresceram em um vale. Elas sempre foram protegidas das tempestades. As ranhuras são um pouco grosseiras. A madeira que eu escolho é cortada do alto da montanha, onde elas são desde pequenas castigadas por ventos fortes, os quais endurecem as árvores e dão uma ranhura fina. Guardamos essas toras para trabalhos específicos. Elas são boas demais para serem serradas e usadas em projetos comuns." É pelo sofrimento e provação que as madeiras são preparadas para trabalhos finos. 
O mesmo pode ser dito sobre os cristãos.

Se pudéssemos perguntar a Moisés sobre como ele se tornou o Moisés que hoje conhecemos, ele provavelmente nos lembraria de suas provações com o faraó e de seu tempo de dificuldades no deserto. Se pudéssemos perguntar o mesmo a Pedro, ele provavelmente falaria de suas negações e de como, a partir delas, ele tirou lições importantes.

Se você está  atualmente passando por algo parecido em sua vida, saiba que talvez Deus esteja apenas preparando-lhe para um trabalho especial mais à frente.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Puro Amor



Puro Amor
"Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus
enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por
meio dele" (1 João 4:9).


"O amor é o poder mais duradouro no mundo. O amor é a única
força capaz de transformar um inimigo em um amigo." (Martin
Luther King)


Além de transformar um inimigo em um amigo, o amor é
poderoso para transformar nossa tristeza em perfeita
alegria, nossas dúvidas em inabalável convicção, nossas mais
angustiantes frustrações em cânticos harmoniosos de vitória.


O Senhor é amor. NEle nós vivemos em amor. Por Ele, nossos
pés caminham em amor e repartem amor por onde passam. O amor
ilumina os corações, apaga o orgulho e a vaidade, faz
desaparecer a arrogância, a avareza, o ódio e toda atitude
de maldade.


Jesus foi enviado ao mundo por amor. Por amor se entregou
pelos nossos pecados e nos levou à presença do Pai. Em Seu
amor temos vida -- abundante e eterna.


O amor nos ensina a olhar para o alto e dizer "obrigado"; a
ter paciência quando nossos sonhos parecem não se realizar e
nossas bênçãos demoram a chegar; a apreciar o sol mesmo
quando ainda estamos enfrentando tempestades.


Deus é amor. Ele é o puro amor. É a alegria de nossas almas,
o combustível de nossa esperança, a certeza de todas as
nossas conquistas.


Quando vivemos em amor, afastamo-nos dos enganos do mundo e
seguramos nas mãos de Jesus, nosso Salvador. Quando o Senhor
está em nossos corações, regozijamo-nos com o amor e não
toleramos o pecado. Quando aceitamos o amor de Deus, nossa
vida se transforma, nossos dias são abençoados, nosso brilho
é visto por todos que passam por nós.


Com Cristo nossa vida é puro amor. Ele é o puro amor em nós!

 

Blog do Para Refletir. Faça uma Visita!
Blogger
Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet! Visite minha homepage:
Escuro Iluminado

Assine a Lista de Reflexões
Caso você deseje receber as reflexões diárias diretamente em sua mailbox, preencha o campo abaixo com seu email e clique o botão enviar.
Clique aqui para assinar 

“Águas Profundas, Relacionamento Profundo – 4 níveis de intimidade com Deus” Parte I

Por Pr Alex Oliveira

Sendo a bíblia tão atual hoje, como era no passado, pergunto-me: por que mesmo diante de quase sete bilhões de pessoas, a bíblia declara que o Pai “procura” verdadeiros adoradores (Jô 4.22-24)?
Já refletiu sobre isto? 
A mesma razão me faz perguntar: por que diante de quase três milhões de pessoas que saíram da escravidão no Egito – Deus somente falava com Moisés (Ex 33.9-11)? E não só isto, a respeito dele o próprio Deus testifica:
… E disse: Ouvi agora as minhas palavras; se entre vós houver profeta, eu, o SENHOR, em visão a ele me farei conhecer, ou em sonhos falarei com ele. Não é assim com o meu servo Moisés que é fiel em toda a minha casa. Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele vê a semelhança do SENHOR” (Números 12:6-8).
Será que havia algo de especial em Moisés, e nesses adoradores que o Pai ainda hoje “procura”? Teria Deus escolhido alguns homens aleatoriamente, ou tinham esses homens algo que chamava atenção e cativava o coração de Deus?
Por que muitos são chamados e poucos escolhidos (Mt 22.14)? Por que muitos entram pela porta larga, ao passo que poucos adentram pela porta estreita (Mt 7.13,14)?
Deus faz acepção de pessoas? Não! Então o que pode ser?
ESCREVA ISTO: DEUS FAZ ACEPÇÃO DE ATITUDES!
Em outras palavras, uns querem, outros não! Uns fazem além, outros não! Uns se entregam de todo o seu ser… outros não!
Pergunte a si mesmo…
Por que alguns poucos homens e mulheres, chamados ‘Heróis da Fé’ (Hb 11), largaram suas vidas e,muitos, tudo o que tinham? Sofreram, foram humilhados, escarnecidos, rejeitados, entregaram-se a morte – tudo isso e mais, por amor a Deus, por amor a causa de Deus aqui na terra.
A bíblia nos mostra quatro níveis de intimidade. E por que existindo quatro níveis de revelação e intimidade com Deus (Ez 47.2-8), a maiorias das pessoas vivem no 1º e no 2º nível; alguns poucos alcançam o 3º nível, e pouquíssimos adentram o 4º nível??
Explico…
O escritor de Hebreus relata que dentro do Templo, existia um véu que fazia separação de um recinto para outro recinto. Não era qualquer recinto. Esse véu separava o Santo lugar do Santo dos Santos. Esse véu delimitava a fronteira do Material para o Espiritual; e isto tipifica uma fronteira do Natural para o Sobrenatural.
Sabemos, pois fica evidente em toda as Escrituras Sagradas, que Deus não se manifesta em qualquer lugar. O lugar que Deus se manifesta tem que ser altamente Santo, consagrado, separado; por isso o nome Santo dos Santos. E por isso, também, o véu, para fazer separação do lugar mais santo. Creio eu, não que Deus não possa se manifestar em qualquer lugar, sendo Ele Onipresente; mas, por causa da sua Santidade, que de modo nenhum entra em contato com o que é abominavel (O PECADO).  Tenho constantemente dito que, para compreender as coisas de Deus, precisamos entender a relação contrária que tem a SANTIDADE de DEUS x o PECADO.
Certo pregador uma vez asseverou: “Sabe por que não largamos o pecado?? Porque não o odiamos tanto assim“. Se eu posso tirar uma conclusão desta assertiva, eu diria: “Também não nos aproximamos tanto de Deus quanto queremos e devemos, simplesmente, pelo mesmo motivo exposto acima”.
Mas, voltando… na noite em que JESUS morreu na cruz, esse véu foi rasgado de alto a baixo (Mt 27.51); para que, TODOS, respeitada as normas, regras, tivessem acesso ao mais alto nível de santidade e intimidade com Deus. Mas, o que nós vemos hoje?
O apóstolo Paulo declara em sua epístola que existe um tipo de véu que está no “coração” de algumas pessoas (2 Co 3.14,15).  Embora aquele véu tenha sido rasgado, quando da morte do Senhor, e tenha sido removido; parece que ele ainda está na mente e no coração das pessoas; e elas, ainda hoje, estão muito aquém de onde poderiam e deveriam estar.
A maioria de nós não tem coragem ou ousadia, disponibilidade, abnegação, fé para adentrar no Santo dos Santos! Amamos mais a nossa vida e as coisas da vida, do que a presença de Deus e seu reino! Sabemos muito bem o que significa adoração, mas não sabemos o que significa ser adorador!
Deus deu grandes experiências a grandes homens. Noé (Fez a arca a pedido de Deus), Abraão (amigo de Deus), Israel (Lutou com o anjo e prevaleceu), José (Interpretava sonhos), Moisés (falava face a face com Deus, viu a glória de Deus), Elias e Eliseu (foram grande e ousados profetas), Daniel (Teve a visão dos últimos dias, Foi arrebatado), Apóstolo Paulo (foi arrebatado aos Céus), João (teve a visão futura da Igreja), e tantos e tantos outros exemplos.
Não estou falando que todos vão ter experiências com Deus como estes homens citados e outros tiveram. Uma coisa é dizer que vai ter; outra coisa é dizer que é possível ter! Depende da fé de cada um!
Precisamos saber que o tamanho da experiência que viveremos dependerá da profundidade do relacionamento que você tem ou terá com Deus. Não estou falando aqui de milagres! Se Creres verás a glória de Deus. Estou falando de algo muito mais profundo que isso! Falo de vida com Deus, de conhecê-lo em espírito e em verdade! De obedecer e cumprir seus mandamentos.  
Talvez você ache que precisa ser perfeito para entrar no lugar mais santo e alcançar esse nível de intimidade com Deus. Digo-lhe que não! Porém, não é fácil negar a si mesmo, tomar a sua cruz e seguir a Jesus. Podemos e devemos buscar a santidade. É só tomarmos como exemplo os próprios homens de Deus citados acima, que estavam sujeitos as mesmas fraquezas que nós, mas fizeram a diferença. Deus te convida nesses dias a pisar no Santo dos Santos.
Quando experimentares as profundezas do Oceano de intimidade com o Senhor não desejará voltar às margens do Rio! Com certeza!
Deus está procurando, hoje, não aquele que o adora sem conhecê-lo. E nem aquele que o conhece, mas que o adora somente por palavras, uma adoração vazia! Mas ele procura aqueles que realmente têm no seu coração, um desejo ardente, não só de conhecê-lo, mas de ter uma profunda experiência com Ele (Jô 4.22-24). 

Águas Profundas, Relacionamento Profundo – 4 níveis de Intimidade Parte II

 Texto base para leitura: Ez 47.3-5 (Clique aqui para ler a Parte I)
Primeiro, lhe convido a ler a PARTE I desta mensagem, isto se você ainda não leu.
Podemos afirmar pelo estudo da palavra de Deus e da tradição judaica que os templos do Antigo Testamento: O tabernáculo, Templo de Salomão e o templo reconstruido pós exílio babilônico;  e do Novo Testamento: O Templo de Herodes, o Grande; eram divididos em sua estrutura, em 3 partes básicas, a saber: O átrio exterior, o Santo lugar e o Santíssimo lugar, conhecido também por Santo dos Santos.

Uma informação importante: Nos templos Judaicos, não era permitida a entrada de não Judeus. Com base nessas informações, estudemos um pouco mais afundo essas partes.
O Átrio Exterior => Este recinto era um lugar reservado para as pessoas convidadas, era onde o povo adorava e oferecia junto com os sacerdotes e levitas o sacrifício de animais, em holocausto a Deus. Era a parte externa do Templo. Era onde a maioria das pessoas cultuavam.
 O Santo Lugar => Era o local destinado aos Sacerdotes, onde estes oficializavam/serviam ao Senhor. Todos os dias preparavam o incensário, trocavam os 12 pães da proposição, mantinham acesas as 7 lâmpadas do candeeiro. Era a parte intermediária do templo.
 O Santo dos Santos => Este era o local mais interior do templo, ficavam nesse lugar a Arca da Aliança, símbolo da aliança e presença de Deus em ISRAEL, era o local mais santo do templo. No Santo dos Santos “somente o Sumo sacerdote“, uma vez por ano; não de qualquer maneira, adentrava este recinto mais sagrado, para fazer expiação pelo seu pecado e o de todo o povo no dia do Yom Kipur (dia do arrependimento). A entrada neste recinto era altamente regulada.
Para adentrar o Santíssimo lugar, o Sumo sacerdote fazia uma série de rituais e observâncias. Talvez um dos rituais mais impressionantes, não só pelo simbolismo como também por sua representatividade, era que, antes de atravessar o Véu que separava o Santo lugar do Santíssimo lugar; o Sumo sacerdote, balançava o incensário até formar uma nuvem expessa que preenchia todo o recinto. Diz a tradição que o Sumo sacerdote passava o véu somente quando ele olhava para baixo e não via mais a ponta de seus pés, e olhava para a ponta do nariz e não o enxergava mais, tamanha era a expessuara da fumaça … somente assim, ele sabia que estava apto a atravessar a fronteira do “natural” para o “sobrenatural”. Esse era um momento de muita apreensão, estava em jogo a vida do Sumo sacerdote. Ele sabia que se ele entrasse de qualquer maneira na presença da Shekina, no Santíssimo lugar, ele era fulminado. Este lugar representava o âmago da religião judaica, representava entrar na presença do Deus altíssimo e Eterno. Podemos imaginar o temor e tremor que o Sumo sacerdote tinha para entrar neste recinto! ( Baseado na mensagem do Pastor Yousef Akiva).
 O que a revelação de Deus nos fala, é que: Esses três lugares representam, tipologicamente, hoje, níveis de Intimidade com Deus. Vejamos novamente essas partes (Níveis), onde o 1º é o local mais distante da presença de Deus; e o 4º o lugar mais profundo na intimidade de Deus:
 1ª – Vou tomar a primeira parte como sendo fora do templo, onde ficam as pessoas que não conhecem a Deus, as pessoas afastada da religião judaica (Os Gentios). Elas estão fora. Não lhes é permitida a entrada no templo. Se posso relacionar os níveis de intimidade prefigurados no templo com os níveis de profundidade das águas em Ezequiel 47; eu diria que o 1° nível são as margens daquele grande e maravilhos Rio; cujas pessoas estão com os pés na areia ou apenas nos artelhos dos pés. São curiosos. São os que querem conhecer, mas, não querem ir mais além e pagar o preço de uma vida santa.  Estão satisfeitos com a mediocridade!  
 2ª – O Átrio exterior. É onde está a grande maioria dos que dizem conhecerem a Deus. Porém, não tem ou tem poucas experiências com Ele, ou não querem um relacionamento mais a fundo com Deus. Tem muita gente! Aqui estão os que apenas molham os joelhos; são batizados, professam publicamente que são crentes cristãos; são sacerdotes, são pastores, evangelistas, diáconos, intercessores, fazedores de maravilhas e milagres, ou pessoas normais que já estão nas igrejas há muito tempo… São os Religosos, cuja religião se tornou uma mera rotina. pessoas que pregam, mas não crêem; que retrocedem na primeira dificuldade ou perseguição, sem coragem ou ousadia! Estão satisfeitas com este nível de revelação e intimidade, acham que já sabem de tudo, que está bom!
 3ª – O Santo Lugar. Aqui estão os que trabalham pra Deus, tem conhecimento  de Deus, tem ou tiveram “alguma” experiência com ele. Estão no quase… não saem daí. Todavia, há algo ainda que os impede de ir além. 
Os que estão aqui julgam alcançaram o máximo. Porém, aqui as pessoas estão ainda no natural. Não se interessam mais em mergulhar nas águas do Espírito. Muito tem medo de ir além. Estes são os que molham seus lombos.
 4ª O Santíssimo lugar/ Santo dos Santos. O âmago da presença de Deus. Aqui só alguns tem entrado, apesar de o acesso estar livre pelo Sangue de Jesus. Aqui estão pessoas que não aceitam andar ou ficar no 1º, 2º, 3º nível de intimidade. Pessoas que estão cansadas de andar e ficar no Natural. Aqui estão uns ‘poucos’ que não aceitam menos de Deus do que se pode ter D’ele; que sabem que há um oceano de intimidade para desfrutar na presença de D’ele (Ez 47). Pessoas que adoram não pelo que ele tem a oferecer, mas pelo que Ele é. Pessoas que olham para si e não estão satisfeitas com suas vidas… Querem mais de Deus!! Pessoas que tenham a ousadia para adentrar na “… Sala do Trono, no Santo dos Santos; pelo novo e vivo caminho, pelo sangue de Jesus o eterno Sumo-sacerdote” Hb 9.1-8.
Os que neste nível se encontram e permanecem, são regenerados e transformados; como nos mostra Ezequiel 47:
E será que toda a criatura vivente que passar por onde quer que entrarem estes rios viverá; e haverá muitíssimo peixe, porque lá chegarão estas águas, e serão saudáveis, e viverá tudo por onde quer que entrar este rio. Será também que os pescadores estarão em pé junto dele; desde Engedi até En-Eglaim haverá lugar para estender as redes; o seu peixe, segundo a sua espécie, será como o peixe do mar grande, em multidão excessiva. Mas os seus charcos e os seus pântanos não tornar-se-ão saudáveis; serão deixados para sal. E junto ao rio, à sua margem, de um e de outro lado, nascerá toda a sorte de árvore que dá fruto para se comer; não cairá a sua folha, nem acabará o seu fruto; nos seus meses produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; e o seu fruto servirá de comida e a sua folha de remédio” (Ezequiel 47:9-12)
Estes são aqueles que, como Ezequiel, nadam para as profundezas do Rio de Deus sem temerem o que está por vir, sem temerem se afogar, que adentram e não querem sair do Sobrenatural de Deus. Que estão cansadas de suas vidas mundanas e natural.
 Deus nos convida nesses dias a se achegar a sua presença, porém, não é de qualquer maneira que entramos!! É com temor e tremor. Você não amará a Deus corretamente se não temê-lo; e não temerá a Deus corretamente se não amá-lo.          
Leia agora o Relato que Ezequiel fez no livro de mesmo nome, no capítulo 47.  O profeta é levado aos quatro níveis de intimidade e revelação, representado pela profundidade das águas a medida que ia andando e adentrando aquele Rio de Deus, até chegar ao ponto de não mais poder andar. Para chegar ao nível mais profundo, Ezequiel mostra-nos que é preciso, coragem, fé, comprometimento, abnegação, dependência, obediência.
Deus nos revela: 
Longe de ser um passo de mágica, mas fruto de uma intimidade com Deus, que nasceu da oração, e do estudo da vida dos homens e mulheres de Deus, cito abaixo alguns passos para ir em “busca” da intimidade com Deus, no seu maior nível! 
  1. Ter um anseio ardente em seu coração por Deus e sua palavra.
  2. Negar a si mesmo, seu Eu, suas vontades, a tal ponto que, se necessário for, entregar a sua própria vida.
  3. Santidade.
  4. Coragem e Ousadia – não na nossa força, mas pelo Sangue precioso de Jesus que nos abriu caminho.
 Deus vos abençõe!!

SAINDO DO SUPERFICIAL (Ezequiel 47)



A Bíblia nos diz no livro de Ezequiel 47 que o profeta teve uma visão de um rio que saía de debaixo do limiar do altar do templo. O anjo que lhe mostrava a visão convidava Ezequiel a andar pelas águas. O que mais me impressiona nessa passagem é que à media que Ezequiel aceitava o chamado e andava pelas águas, os níveis de profundidade iam aumentando. Primeiro as águas davam pelos tornozelos, depois na altura dos joelhos. No terceiro nível as águas estavam acima da cintura. Por fim, quando Ezequiel pensava que já bastava, que já havia chegado ao seu limite, ouviu mais uma vez aquela inconfundível voz: "Vem"!!!! As águas, então passaram a cobrir a Ezequiel e ele não teve mais domínio sobre seu próprio corpo. Ele teve que passar à nado, ou seja, deixar que as águas o levassem. As águas que saem de debaixo do altar são as águas que saem de debaixo do trono (Ap 22.1). Esse rio sempre existiu, pois é o rio do Espírito de Deus.
Deus sempre desejou ter com o homem um relacionamento íntimo e profundo. O que aconteceu a Ezequiel é apenas mais um exemplo da tentativa do Senhor de nos arrancar da nossa "vidinha" de adoração e comunhão superficiais. As águas dos tornozelos eram as mesmas das que cobriam o profeta. A diferença estava na vontade do próprio Ezequiel de aceitar o chamado de Deus para um conhecimento maior do Senhor. Nem preciso mencionar que quanto mais caminhamos na presença de Deus mais nos aprofundamos no nosso relacionamento com Ele. Deus não deseja que estejamos num ponto onde possamos "controlar a situação". As três primeiras etapas de Ezequiel no rio de Deus, lhe permitiam, de certa forma, voltar quando quisesse. A vontade divina é que cada um de nós chegue ao ponto onde o Espírito Santo governe totalmente as nossas vidas.
As águas da beira da praia sãos salgadas como as do alto mar, as diferença está no domínio que temos de nós mesmos em ambas os locais. Outro diferencial está naquilo que encontramos na beira da praia e no fundo do mar. O Espírito de Deus quer nos levar ao nível de profundidade no nosso relacionamento com o Pai porque ainda existem coisas no oceano de Deus que ainda não foram descobertas por ninguém. Assim como os oceanos do nosso planeta ainda escondem maravilhas jamais vistas e exploradas, o Senhor tem coisas ocultas tremendas que ainda não fazemos ideia que estão reservadas para nós (Jr 33.3).
Portanto, se você vir algum ministério extremamente abençoado, cheio da glória e das manifestações de Deus e um outro nem tanto quanto o primeiro, não pense que o Senhor é que escolheu mais a um do que ao outro. Pois a diferença está não em Deus, que é o mesmo Deus para todos (Ef. 4.6). A diferença está no nível de profundidade do relacionamento de cada um para com o Senhor. Quanto mais profundo o meu relacionamento com Deus, maio será o Seu agir em minha vida , em meu ministério e em tudo o que eu possuo ou faço. Observe que estou me referindo a relacionamento com Deus e não a poder aquisitivo. A glória de Deus independe de dinheiro ou influência de homens.
É isso que que desejo expressar em minha canção "Profundo". Um anelo ardente por conhecer mais ao meu Deus, amá-lO e colocá-lO antes e acima de tudo e todos, pois sei que se eu simplesmente me acomodar com a parte rasa só me restará o vai-e-vem das águas turvas agitadas pelas ondas do dia-a-dia, que representa a inconstância de uma vida sem profundidade e firmeza espirituais. Precisamos conhecer e mais do que isso, buscar a cada dia conhecer mais ao Deus a quem dizemos servir e adorar (Os 6.3).
Nunca se esqueça que onde quer que você esteja a glória de Deus se manifestará em sua vida à medida em que você der espaço pra isso.
Shalom!!!
Wallace Souza do Rosário, Conceição da Barra - ES.

A torrente das águas purificadoras (Ezequiel 47:1-12)



A Palavra do Senhor em Ezequiel 47:1-12, nos ensina muitas coisas que podem servir de orientação para as nossas vidas.

O Profeta Ezequiel foi um grande homem na presença do Senhor, mesmo vivendo numa época muito difícil onde fora levado cativo para uma terra estranha ele permaneceu firme e com sua sua fé inabalável.

E por causa desta comunhão com o Senhor, ele teve muitas experiências com Deus e recebeu revelações da parte do Senhor, e de todos os profetas da Bíblia poucos tiveram tanta comunhão com o Espírito Santo como este servo.

Neste texto o profeta Ezequiel teve uma visão sublime de Deus, onde lhe é mostrado um Templo, e logo na entrada Deus lhe mostra que debaixo do umbral saia uma corrente de água, e meditando nesta passagem o Espírito Santo me leva a crer que estas águas estão disponíveis para as nossa vidas hoje, as aguas neste texto fala fortemente sobre purificação, restauração e cura.

Todos nós precisamos ser transformado pelo Senhor, deixar o velho homem, a velha natureza.

 Nesta passagem Senhor o fez andar pelo Templo, como vemos nos versos 1 e 2 e em todo lugar que ele olhava as águas fluíam da entrada até o altar e quando saia para fora formava um grande rio que purificava tudo por onde passava.

Hoje quando vamos para a casa do Senhor estas águas fluem da mesma maneira, espiritualmente falando, assim que entramos pela porta do Templo estas águas começam a fluir, quando olhamos para o altar as águas continuam fluindo, e em todas as direções que olhamos vemos Deus trabalhando na vida de muitos, os milagres vão acontecendo, vidas são salvas, vemos Deus agindo de uma forma poderosa, a unção de Deus é derramada na congregação e vidas são curadas, libertas e purificadas pela presença de Deus naquele lugar, mas tem mais.

Quando há um encontro real com o Senhor Jesus, mesmo quando vamos para os nossos lares, estas águas purificadoras nos acompanham e vai curando, transformando tudo ao nosso redor, por isso temos que nos alegrar como diz o Salmista: Alegrei-me quando me disseram: Vamos a Casa do Senhor ( Salmo 122:1).

E há uma promessa na Palavra do Senhor dita pelo próprio Jesus que diz: Quem crê em mim como diz as Escrituras, rios de agua viva correrão do seu ventre ( João 7:38 )...  Preste atenção no detalhe que o Senhor diz água viva e não águas vivas, sabe porque? Porque Ele representa esta água viva, na pessoa bendita do Espírito Santo que habita em nós. Então creia nesta promessa, e tome posse da Palavra.

No verso 3, o Senhor envia um anjo com um cordel de medir em sua mão e o Profeta pode presenciar algo grandioso, ele começou a caminhar e se aprofundar no rio que fluía do Templo do Senhor, como vemos abaixo houve algumas etapas:

a) Caminhou 450 metros "...águas que me davam pelos artelhos", v. 3.
 E o Espírito Santo me mostra que hoje simbolicamente falando é da mesma maneira, quando começamos a andar com Senhor, entramos neste rio, e estas águas nos artelhos simboliza o início da caminhada Cristã, aceitamos a Jesus e esta sede de Deus começa a aumentar e queremos mais, e nos aprofundamos mais em Deus ai partimos para o próximo passo.

b) Caminhou mais 450 metros "...águas que me davam pelos joelhos", v. 4. 
 Joelho representa claramente a oração, quando descobrimos que o Senhor é uma fonte que jorra para vida eterna, oramos, buscamos, clamamos, nos prostramos e dobramos os nossos joelhos e buscamos ao Senhor, e as nossa orações são respondidas, porque o Senhor nos enche com o Espírito Santo, só que queremos mais, esta vontade nunca pode acabar, afinal Jesus é uma fonte, precisamos partir para o próximo passo.
c) Caminhou mais 450 metros "...águas que me davam pelos lombos", v. 4.
O Profeta caminhou mais um pouco e as águas chegou até a sua cintura, que representa o serviço, a vontade de servir ao Senhor, de ser útil para sua obra, de ser um vaso de honra na casa do Senhor, de proclamar a Palavra, de ganhar almas, pois vale mais uma vida do que o mundo inteiro, é o momento de usar os Dons Espirituais que o Senhor já nos deu, momento de ajuntar tesouros nos céus, só que não podemos parar, temos que permanecer no primeiro amor, precisamos que a obra do Senhor seja avivada, então partimos para o próximo passo.
d) caminhou mais 450 metros "... e era um rio, que eu não podia atravessar; pois as águas tinham crescido, águas para nelas nadar, um rio pelo qual não se podia passar a vau", v. 5.
Neste ponto o profeta chegou no limite, agora ele só podia atravessar a nado, esta parte do texto representa a plenitude, o momento que podemos falar como o Apóstolo Paulo em Gálatas 2:20 " Já estou crucificado com Cristo, e vivo, não mais eu, mais Cristo vive em mim". Momento em que a nossa entrega é total, totalmente rendidos ao Senhor, onde nos tornamos um vaso de barro para que a glória seja toda do Senhor, onde diminuímos para que Ele cresça mais e mais, glória a Deus.
Mas quando o Profeta volta para margem ele nota que tudo foi transformado por aquele rio, até mesmo o mar morto, que é o lugar mais baixo da terra, e um dos lugares mais sem vida também, onde a concentração de sal é 10 vezes maior que nos outros mares, onde os peixes morrem instantaneamente quando caiem nele, "teve vida em abundância", havia árvores com frutos e cheio de folhas, peixes em abundância, Deus não esqueceu até mesmo do sal que representa o sabor, o sabor de viver na presença do Senhor.

Assim será na sua vida também, creia, entre neste rio, se aprofunde nele, deixe o Senhor te conduzir para uma vida de vitórias.

Jesus te ama

Ev. Nei

Rio de Água Viva


Senhor está no controle da história e que Ele é o Deus todo-poderoso, não importa o que aconteça, os planos do Senhor Jamais podem ser frustrados. O profeta Ezequiel teve a visão da restauração do templo. Uma visão que tem como alvo eu e você.


O rio que sai de dentro do templo produz vida por onde vai passando, é um rio de água viva. Até mesmo o mar morto, é restaurado por este rio que sai de dentro do templo (Na visão do profeta / Ezequiel – 47:8). O mar morto é um mar que não tem vida porque o nível de sal das suas águas é muito alto e nenhum peixe sobrevive nele. Mesmo ali onde não existe possibilidade de vida, o rio de Deus trará cura. (Ezequiel – 47:9). Deus restaura através dessas águas que saem do templo até mesmo em meio ao deserto a vida volta a dar frutos, (Ezequiel – 47:12). Isso lembra um versículo no livro de Salmos – 1:3 “Pois será como árvore plantada junto a ribeiros de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto fizer prosperará” (Aleluia).

A primeira coisa que podemos absolver, é que as águas que saem de dentro do templo são águas que saram. Templo é lugar de adoração, de encontro com o Espírito Santo. Este é o verdadeiro segredo dessas águas, não são águas comuns, são águas espirituais geradas em Deus e em nosso encontro com Ele. Águas que se multiplicam sozinhas e se tornam muito mais abundantes assim como as estrelas do céu.(Habacuque – 2:14) “ Pois toda a terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar.” Estas águas é a cura não apenas para umapessoa, ou seja você, mas para a sua casa, sua família, para as pessoas que estão ao seu redor. Todo aquele que tem sede pode ser saciado pelo rio de Deus que flui de dentro do templo. (João – 7:37).

As boas novas é que hoje nós somos o templo de Deus, o próprio Senhor Jesus afirmou. ( João – 7:38 e 39) “Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva. Isto ele disse com respeito ao Espírito que haviam de receber os que nele cressem; pois o Espírito até aquele momento não fora dado, porque Jesus ainda não havia sido glorificado”. Nós somos o templo do Espírito Santo. Afirmou o apóstolo Paulo, (1 Coríntios – 3:16 e 17) “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado.” Nós somos o canal de Deus para a cura desta geração. Nós somos o lugar de onde fluem as águas de Deus que saram. Nós somos o templo que Deus pela sua infinita misericórdia restaurou, nós somos morada do Senhor. Não para a nossa própria glória, mas porque em nós é glorificado o nome do Senhor. Porque nós não desejamos a nossa própria vontade, mas porque a vontade daquele que nos aperfeiçoou em Cristo Jesus e nos deu Vida Eterna.

Quem vive em obediência a Deus é usado como cura, restauração e salvação por onde quer que ande. Espontaneamente a Graça do Senhor flui através da sua vida para alcançar todo tipo de pessoa à sua volta. Qualquer que seja o tempo é tempo de cura e libertação quando nos submetemos em obediência ao Senhor e rejeitamos a operação do pecado que há em nós. Não seja egoísta, compartilhe este Rio que mudou a sua vida com todos a sua volta. Abra espaço para Deus e permita que o Senhor flua através de você como um Rio de Água Viva! Quanto mais você se esvaziar da sua Própria vontade, mais Águas de Deus fluirão de você para todos a sua volta. (1 Pedro – 2:9) “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, afim de PROCLAMARDES as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”

Que Deus abençoe fartamente.

Paz e a Graça do Senhor Jesus!

Danilo Santa Isabel

RIO DE DEUS




Quando está calor a melhor coisa que tem é dar um mergulho.
Ezequiel 47:1-12 – esse livro do primeiro capítulo até o 32 é só cajadada e depois até o fim e só promessa. Esse texto é uma visão, uma palavra profética, trazida ao povo através profeta.
1) A palavra profética não se prende ao tempo
2) Se cumpre em um ou mais eventos.
Zacarias 14:8 – “Naquele dia, haverá em Jerusalém fontes jorrando água fresca; metade irá para o mar Morto, e a outra metade, para o mar Mediterrâneo. As águas correrão o ano inteiro, tanto no verão como no inverno.” – promessa que fala sobre o derramar do Espírito Santo sobre a terra.
Rio extenso = abundância
Nascente = trono de Deus
João 15:26 - Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito da verdade, que procede do Pai, testificará de mim.
O rio é o próprio Espírito Santo.
A Bíblia diz que há poder nesse rio, onde ele passar haverá grandes forças. O rio traz saúde.
Não há vida no mar morto, não dá pra abrir os olhos, pois tem muito sal. É um mar que não produz vida.
Mas quando o rio do Senhor entrar no Mar Morto haverá vida. Além de cura, de poder, de saúde, há ressurreição e vida.
Há poder de fertilidade no rio, onde ele passa há prosperidade e vida.
Em visão o profeta é convidado a mergulhar no rio. E nós vamos com ele.
O anjo mede o rio 1000 côvados
1 côvado = 500 metros
Ao medir as águas ficam no tornozelo, que tipifica o período inicial da caminhada com Cristo. Você entrou no primeiro nível e sabe que o inferno existe, aceitou Jesus como Salvador. Agora não tem dúvida, confessou seus pecados e sabe que o pecado te afasta de Deus. Existe uma leveza espiritual, você teve experiências com ele e a obra regeneradora de Deus começou. Esse é o estágio que você sabe o que é certo e o que é errado, e tem um radar que é o Espírito Santo, o que o faz vencer coisas que antes não conseguia: vícios, drogas, prostituição.
Esse é o estágio de santificação por Deus. Esses são os primeiros metros, é só o início. Deus quer que você mergulhe, e não te chamou para ficar na areia.
Tem pessoas que se acomodam nesse estágio e o pior é que muitas delas têm estacionado nesse período. O risco de ficar nesse estágio é se tornar uma pessoa religiosa. Fica estagnado, não vê mudanças, não cresce, e a fé fica na mente, é racional e não produz nada.
Você sabe o que tem que fazer, mas não faz; sabe que tem que jejuar, orar e dar o dízimo, mas não faz. O coração endurece.
Você pensa que Deus deixou de te amar, mas foi você que deixou Deus e não quis mergulhar em Cristo, e se torna uma pessoa frustrada, mas não faz nada.
Deus te ama e diz vem, mas você se perde! As informações que recebe te acusam. Você conhece a palavra e volta atrás.
Não pare. Vá adiante! Deus quer que você continue.
Quem aceita o desafio mergulha mais 1000 metros.
Passa para o próximo nível, a oração. É de joelhos dobrado que a tua oração começa a ser respondida, toca os céus, e é possível ver que Deus é real. Começa a ver o sobrenatural de Deus e não procura mais as bençãos de dEle e sim a face do Senhor.
Aprendeu que se buscar a face Dele, todas as coisas te serão acrescentadas. Tem temor a Deus, sabe que com Ele não se brinca e o que plantar é o que irá colher.
Agora você quer obedecê-lo, porque o ama. Esse nível de experiência o faz querer estar no centro da vontade de Deus. Você O conheceu pessoalmente e não pode parar por aí.
Com água no joelho, o máximo que consegue fazer é hidroginástica. Mas Deus não quer que pare por aí - há mais para você.
Deus tem mais, mas só vai revelar para os seus escolhidos, seus profetas.
O anjo mediu mais 1000 côvados e a água ficou nos lombos.
Lombo = ministério, força
O tempo de joelho dobrado mostrou o quanto você é importante e que há um propósito para a sua vida.
Nesse estágio você dedica sua vida a obra de Deus; evangeliza em todo lugar, entra em um ministério, vai interceder.
Há pessoas que acham que nesse estágio está bom.
“Ditado do mundo: água no umbigo sinal de perigo”, mas com Deus é diferente - é sinal que tem mais.
Deus se alegra quando você lidera uma célula, e com o que você faz para Ele, quando limpa a casa e faz um bolo para célula.
Ele quer mais para todos, há águas mais profundas.
Mas muitos se acomodam. Deus está levantando uma geração que não se acomoda. Ele quer que você mergulhe.
O anjo mediu outro 1000 côvados e Ezequiel disse que não dava mais pé, agora só mergulhando!
Isso só acontece com aqueles que desejam. O mergulho deve ser importante para você.
Mergulhe na plenitude da glória, da graça, da presença de Deus. Você perde o controle. Nos outros níveis você controla, se preocupa com os outros.
No mergulho você fica “chapado” de Deus. Não são os seus sonhos, são os sonhos dEle.
Quando mergulha, você faz tudo por Deus, se anula.
Quanto mais fundo vai, menos enxerga, menos tem o controle da situação. O seu eu diminui e aí Deus cresce. Você fica como vento, vai onde o Senhor soprar.
Nesse nível começa a viver por fé, com base na palavra de Deus; nenhum stress te alcança, não tem gastrite ou falta de sono.
Você está nos braços do Pai, mergulhou tanto que os rios do Senhor fluem de dento de ti.
Deus está te chamando para dar um mergulho espiritual. Há um propósito na sua vida. Você é importante para Deus!
Deus está dizendo: vem mergulhar, mas para isso é preciso entrar no rio, molhar os pés, dar o primeiro passo, porque mais cedo ou mais tarde você mergulha.
Deus abençoe
Ap. Rina

A lição das águas purificadoras (Ezequiel 47)


O rio estava correndo e fluindo mas Ezequiel não estava vendo.

Deus o fez dar a volta na casa, para que pudesse ver o rio em movimento, a fim de fazê-lo refletir e entender a função dele.

Da mesma forma, às vezes deixamos a tribulação nos impedir de ver o fluir do Rio de Deus na nossa vida, o movimento do Espírito Santo em nosso favor.

Tribulação todo mundo passa, mas a opção é nossa de aproveitar a oportunidade de mergulharmos nesse Rio, ou de nos prostrarmos e desistirmos de tudo.

Entretanto, o Senhor nos manda prosseguir e observar o que Ele tem feito por nós a cada dia, e o suprimento que nos tem dado até o dia da proclamação da vitória.

Ele faz o impossível e nós devemos crer que dias melhores virão.

Se tivermos fé, agiremos de forma que todos perceberão claramente de onde vem tal força.

As águas eram profundas e Ezequiel não podia mensurar sua profundeza.

Quando Deus opera o impossível, não podemos mensurar. Isso significa que Deus faz exatamente o que nós não podemos fazer.

O Rio de Deus tem muitas utilidades e podemos dizer que primeiramente ele lança fora a sujeira espiritual com suas águas purificadoras e traz cura.

Depois ele faz viver a árvore plantada junto aos seus ribeiros, dando a seu tempo frutos que alimentam a si próprio e outras pessoas.

Suas folhagens também levam remédio a quem precisa.

Esse Rio é a ação do Espírito Santo em nossas vidas.

Essas águas transformam a vida de uma pessoa de forma que ninguém consegue definir como tal coisa aconteceu.

Isso porque Deus é o especialista em milagres.

Ass: Juliana Meni
fonte http://encorajamento.blogspot.com.br/2008/06/lio-das-guas-purificadoras-ezequiel-47.html

JESUS - O Médico dos Médicos


Hoje estou aqui para prestar uma homenagem ao primeiro, maior e melhor médico da história da humanidade!

Deus é esse médico, o médico dos médicos, e o mais excelente conhecedor do corpo humano. Todas as células e tecidos, órgãos e sistemas, foram arquitetados por Ele, e Ele entende e conhece a sua criação melhor do que todos.

Que médico mais excelente poderia existir?
Deus é o primeiro cirurgião da história. A primeira operação? Uma toracoplastia, quando Deus retirou uma das costelas de Adão e dela formou a mulher.

Ele também é o primeiro Anestesista, porque antes de retirar aquela costela fez um profundo sono cair sobre o homem.

Deus é o melhor Obstetra especialista em fertilização que já existiu! Pois concedeu filhos a Sara, uma mulher que além de estéril, já estava na menopausa havia muito tempo!

Jesus, o filho de Deus, que com Ele é um só, é o primeiro pediatra da história, pois disse: "Deixem vir a mim as crianças, porque delas é o reino de Deus!"

Ele também é o maior reumatologista, pois curou um homem que tinha uma mão ressequida, ou, tecnicamente uma osteoartrite das articulações interfalangeanas.

Jesus é o primeiro oftalmologista, relatou em Jerusalém, o primeiro caso de cura em dois cegos de nascença.

Ele também é o primeiro emergencista a realizar, literalmente, uma ressuscitação cardio-pulmonar bem sucedida, quando usou como desfibrilador as suas palavras ao dizer: "Lázaro, vem para fora!", e pelo poder delas, ressuscitou seu amigo que já havia falecido havia 4 dias.

Ele é o melhor otorrinolaringologista, pois devolveu a audição a um surdo. Seu tratamento? O poder de seu amor.

Jesus também é o maior psiquiatra da história, há mais de 2 mil anos curou um jovem com graves distúrbios do pensamento e do comportamento!

Deus também é o melhor ortopedista que já existiu, pois juntou um monte de ossos secos em novas articulações e deles fez um grande exército de homens. Sem contar quando ele disse a um homem coxo: "Levanta, toma a tua maca e anda!", e o homem andou! O tratamento ortopédico de quadril mais efetivo já relatado na história!

A primeira evidência científica sobre a hanseníase está na Bíblia! E Jesus é o dermatologista mais sábio da história, pois curou instantaneamente 10 homens que sofriam desta doença.

Ele também é o primeiro hematologista, pois com apenas um toque curou a coagulopatia de uma mulher que sofria de hemorragia havia mais de 12 anos e que tinha gastado todo o seu dinheiro com outros médicos em tratamentos sem sucesso.

Jesus é ainda, o maior doador de sangue do mundo. Seu tipo sanguíneo? O negativo, ou, doador universal, pois nesta transfusão, Ele, ofereceu o seu próprio sangue, o sangue de um homem sem pecado algum, por todas as pessoas que tinham sobre si a condenação de seus erros, e assim, através da sua morte na cruz e de sua ressurreição, deu a todos os que o recebem, o poder de se tornarem filhos de Deus! E para ter este grande presente, que é a salvação, não é necessário FAZER nada, apenas crer e receber!

O bom médico é aquele que dá a sua vida pelos seus pacientes! Ele fez isso por nós!

Ele é um médico que não cobra pelos seus serviços, porque o presente GRATUITO de Deus é a vida eterna!

No seu consultório não há filas, não é necessário marcar consulta e nem esperar para ser atendido, pelo contrário, Ele já está à porta e bate, e aquele que abrir a seu coração para Ele, Ele entrará e fará uma grande festa! Não é necessário ter plano de saúde ou convênio, basta você querer e pedir! O tratamento que ele oferece é mais do que a cura de uma doença física, é uma vida de paz e alegria aqui na terra e mais uma eternidade inteira ao seu lado no céu!

O médico dos médicos está convidando você hoje para se tornar um paciente dele, e receber esta salvação e constatar que o tratamento que Ele oferece é exatamente o que você precisa para viver!

Ele é o único caminho, a verdade e a vida. Ninguém pode ir até Deus a não ser por Ele.

Seu nome é Jesus. Glórias a Deus!

Mensagem lida na formatura do Curso de Medicina da PUC-PR /2010 / Ministério Palavra da Verdade

Por Litrazini

Graça e Paz
-->

Um escape



Ministérios RBC
NOSSO ANDAR DIÁRIO/NOSSO PÃO DIÁRIO
Um escape
Leitura: 1 Coríntios 10:12-13
…vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar. —1 Corinthians 10:13
A rodovia 77, que passa pelas Montanhas dos Apalaches no oeste da Virgínia, EUA, apresenta uma série de rotas de escape para caminhões fora de controle. Estas saídas semipavimentadas aparecem em uma área da rodovia em que a altitude cai quase 396 metros em um percurso de 9,65 km em média. Este declive combinado com o caminho sinuoso da rodovia pode criar problemas para os motoristas — especialmente para os caminhoneiros.
Assim como um caminhão descontrolado precisa da rota de escape de uma rodovia, nós também precisamos de "um escape" quando os desejos fora de controle ameaçam o nosso bem-estar espiritual. Quando enfrentamos a tentação, Deus "…proverá livramento, de sorte que a possa [mos] suportar" (1 Coríntios 10:13). Deus nos capacita a dizer "não" à sedução por meio do poder de Sua Palavra. Jesus venceu a tentação de Satanás em relação à comida, à autoridade e à confiança, citando versículos do livro de Deuteronômio (Mateus 4:4-10). As Escrituras o ajudaram a resistir ao diabo apesar dos efeitos de um jejum de 40 dias no deserto.
Quando somos tentados, podemos sentir como se um desastre está prestes a acontecer. As memórias de fracassos anteriores e o isolamento de outros podem intensificar este sentimento. No entanto, podemos confiar em Deus nos momentos de tentação; Ele é fiel. O Senhor proverá um caminho para resistirmos à fascinação do pecado.
—JBS
A melhor maneira de escapar da tentação é correr para Deus. 

A Igreja em sua casa

 







 |  Pastor Sérgio Fernandes

Filemom

Precisamos enquanto cristãos entendermos que nós não vamos à igreja, nós somos a Igreja. Enquanto as religiões pagãs convidam seus fiéis para irem ao templo para adorarem os seus deuses, nós cristãos fomos feitos por Deus o Seu próprio templo. Paulo saúda a Fiemom e a Igreja que estava em sua casa. Será que a nossa casa demonstra ser "a Igreja de Jesus"?

Os primeiros cristão foram conhecidos por expressarem a doutrina "de casa em casa". Denada adianta você ser cristão na reuniões da sua comunidade mas nnao viver a fé fora dela. Sendo templo do Espírito, onde quer que estivermos Deus está conosco. E por isso, devemos demonstrar, em qualquer lugar, que estamos vivendo uma nova vida na presença de Jesus Cristo.

Como tem sido o seu comportamento longe dos holofotes da comunidade cristã que você frequenta?

Pr. Olavo Feijó
 Gotas Bíblicas
Cristo Entende Da Minha Profissão?  |  Pr. Olavo Feijó

Lucas 5:5 - E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede.

Não importam as diferenças tecnológicas de cada século: a metodologia de Cristo continua sendo a melhor.

Clique aqui para ler essa Devocional inteira