BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

domingo, 26 de agosto de 2012

O Jardim do Casamento


jardimTexto: Cantares 4:16 e 5:1
Introdução: Este livro é, que tem como autor Salomão, para muitos tem sido uma alegoria do amor de Deus por sua Igreja, mas com a característica de ser uma leitura sapiencial, ou seja de sabedoria, que se destinge principalmente por centrar-se no âmbito comum do relacionamento humano.
Cantares ou Cânticos dos Cânticos, se refere ao relacionamento conjugal.
É interessante que em todo seu conteúdo este livro busca demonstrar que o casamento se funda no amor nas dimensões: a) da Autodoação; b) da Paixão e c) do Compromisso.
Este é o espectro do amor de Deus por sua Igreja, e deve servir de exemplo a nós para a aliança do casamento.
E com base nisto, a partir dos versos que lemos gostaria de meditar sobre:
O jardim do casamento
A figura de um jardim é interessante porque trás a expectativa de beleza e também a necessidade de cuidado do casamento. Há uma relação direta de cuidado e sobrevivência, como no casamento.
É nesta perspectiva que gostaria que vislumbrássemos o Casamento com base neste texto de Cantares.
I. O Jardim é a metáfora do Relacionamento em que se compartilha:
1. "OS SONHOS" 4:16ª. "Sopra vento ... para que se derramem seus aromas" Casamento é lugar de sonhar com o romance, com a beleza. É lugar de buscar a vida melhor, a concretização de expectativas e fantasias. O pedido do sopro do vento deixa transparecer que estes sonhos precisam de ajuda para acontecer, e interessante que o ES na Bíblia trás a idéia de sopro, e o vento é em verdade um forte sopro. Portanto amados sem ação do Espírito estes sonhos podem ser bons e provavelmente não se realizarão. Pois Deus é o autor do casamento e o cordão forte que o sustenta. Casamento é sonho de felicidade de aroma doce e suave, que só ocorrerá se impulsionado por Deus. Bodas, são a confirmação disto, total o parcialmente, dependendo da parcela que permitimos ES soprar.
2. "O DESEJO DE COMPLETAR" 4:16b. "venha e coma". Mas não qualquer coisa, mas frutos excelentes. Casamento é portanto compartilhar, doar, oferecer o que temos de melhor. Jesus, o noivo, fez assim com sua Igreja, e é sito que Ele recomendo e “vós maridos amai como Cristo amou a Igreja, e deu sua vida por ela". Para tais frutos é necessário também esperar um pouco, eles não virão logo, pois para tê-los é necessário preparar a terra do nosso coração; semear a semente da abnegação; podar a folhas machucadas de nossos traumas; limpar as ervas daninhas de nosso caráter. Adubar muito com a Palavra, e regar muito com o Espírito de Deus. Por vezes não obtemos bons frutos porque somos jardineiros negligentes, que queremos o jardim mas não o trabalho de cuidar dele. Sabendo que isto requer tempo, dedicação e abdicação. E em nossa negligência olhamos para outros jardins e achamos que são melhores. Ou então não colhemos frutos, mas vemos nosso jardim seco e sem vida, sem beleza porque não cultivamos efetivamente o desejo de compartilhar, de doar.
3. "O COMPANHERISMO" 5:1. " minha irmã...". Aliás, este é um ponto crucial. Pois no casamento existe alegrias; lutas; paixão; mas o que o firma realmente é o companherismo; o ombro amigo; o ouvido disponível; a mão amiga. A compaixão com o irmão mais frágil.
II. E este relacionamento deve ter o compromisso, ALIANÇA: 5:1. "noiva minha..."
Pessoa que amo e que me comprometo a servir, a cuidar.
A alinaça do casamento é tremenda porque envolve um instituto criado por Deus, e o qual ele valoriza. Ou seja é uma aliança com o próprio Deus.
Aliança para com o amor da mocidade ; aliança de fidelidade.. e de amor como de Cristo, amor de sacrifício e compromisso.
Conclusão: O jardim como metáfora do relacionamento conjugal nos reflete os sonhos; o desejo de completar; o companherismo e a aliança de fidelidade e sacrifício do casamento.
Contudo só assim é que gozaremos os frutos deste jardim, das bênçãos que produzirão.
E portanto gozar do doce mel deste jardim. de beber o vinho das uvas que nele se produziram. alimantos estes que tornam o casamento doce e saudável. pela capacidade medicinal e pela força nutritiva de seus frutos.
E este será um relacionamento que será uma bênção não só para os noivas mas para todos os que dele possam ser convidados a participar dos frutos.
Bodas de prata são a confirmação disto, pois é um momento em que o casal publicamente demonstra estas verdades em suas vidas, e que inclusive devem rememorar esta metáfora e confirmar seus votos.
Reverendo: Alex Ribeiro Carneiro


Read more: http://www.opregadorfiel.com.br/2010/08/o-jardim-do-casamento.html#ixzz24hpkjRwR

Nenhum comentário:

Postar um comentário