BENVINDO

Minha foto

 Sou servo do Senhor desde 2001,sirvo a Deus na Igreja do Evangelho Quadrangular,  obreiro formado no Instituto Teológico Quadrangular, professor da Escola Bíblica,  casado com Elisângela a 25 anos , pai de 2 filhos maravilhosos,  buscando cada dia conhecer mais ao Senhor. Meu maior desejo é ser " uma bênção" e abençoar àqueles que estão perto e através da web os que estão longe.  Que as bênçãos do Senhor seja transbordante sobre a sua vida, sobre sua casa , sobre sua família, sobre o seu ministério, querido(a) e amado(a) irmão(ã) em Cristo Jesus. 

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Nova rotina




Ministérios RBC
NOSSO ANDAR DIÁRIO/NOSSO PÃO DIÁRIO

Nova rotina
Leitura: Hebreus 4:9-16
Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado […], mas sem pecado. —Hebreus 4:15
Um pastor, treinado em aconselhamento direcionado a traumas e luto, comentou que o maior desafio para as pessoas que sofrem, geralmente, não é a dor imediata à perda. O grande problema é ajustar-se ao tipo de vida diferente em seguida. O que era normal pode nunca mais sê-lo. Portanto, o desafio para aqueles que oferecem ajuda é dar assistência àqueles que sofrem, conforme se adaptam à "nova rotina." Pode ser uma rotina que já não inclui mais a saúde forte, um relacionamento importante ou um emprego gratificante. Pode ser viver sem alguém amado, levado pela morte. A gravidade de tais perdas nos força a viver um tipo de vida diferente — independentemente de quão indesejada possa ser.
Quando a nossa "nova rotina" surgir, é fácil pensar que ninguém entende como nos sentimos. Mas isto não é verdade. Parte da razão por Jesus ter vindo era experimentar a vida entre nós, resultando em Seu ministério atual: "Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado" (Hebreus 4:15).
Nosso Salvador viveu uma vida perfeita, no entanto Ele também conheceu as dores de um mundo caído. Ele suportou tristeza, sofreu agonia. E Jesus está pronto para no encorajar quando os momentos escuros da vida nos forçam a adotar uma nova rotina.
—WEC
Em nossos tristes desertos, Jesus pode prover um oásis de esperança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário